Prefeitura Santos febre amarela

Fantasias de Carnaval podem custar até R$ 549,00

Máscaras de políticos, tiaras de unicórnio, colares, perucas e chapéus diferentes são opções para os que querem seguir as bandas de Carnaval sem gastar muito

Comentar
Compartilhar
30 JAN 2018Por Caroline Souza14h45
Quem procura modelos mais sofisticados pode chegar a desembolsar até R$ 549,00Foto: Paulo Villaça/DL

Quem ainda aposta em fantasias completas para pular o Carnaval deve estar com o bolso preparado. Em uma loja especializada em venda de artigos de festa, em Santos, as versões mais simples saem por R$ 99,90. Já quem procura modelos mais sofisticados pode chegar a desembolsar até R$ 549,00.

Máscaras de políticos, tiaras de unicórnio, colares, perucas e chapéus diferentes são opções para os que querem seguir as bandas de Carnaval sem gastar muito.

“Estamos com movimento desde o começo de janeiro”, diz a vendedora, Jhenifer Carvalho. De acordo com ela, quando o carnaval cai em março, a loja passa por um período mais vazio. Este ano, com a festividade no início de fevereiro, as vendas na loja ainda não tiveram uma grande queda e, na semana que antecede o carnaval, a expectativa é de muito movimento. “Quando chega bem próximo da data, temos que fechar a loja e ir deixando o pessoal entrar as poucos, porque fica muito cheia”, complementa.

Ainda segundo a vendedora, as fantasias de Sereia e Unicórnio são as novidades da seção infantil feminina. Já PJ Masks - Heróis de Pijama, Patrulha Canina e Aquaman, são os lançamentos para meninos. 

À partir de R$ 49,90 é possível comprar uma fantasia infantil ou para bebês.

Entre as mulheres, a fantasia de Cleópatra é a mais cara, custando R$ 549,00. Os homens que quiserem se vestir dos heróis Batman ou Aquaman, vão gastar R$ 500,00.

“Mesmo em tempos de crise, o brasileiro não deixa de gastar com o Carnaval – afinal, é a maior festa popular do país. E, na Baixada Santista, não é diferente”, explica o presidente do Sindicato do Comércio Varejista da Baixada Santista (SincomércioBS), Omar Abdul Assaf. “O consumidor com certeza vai atrás de um produto ou outro para se preparar, seja uma roupa mais elaborada ou apenas um acessório.

Comércios de artigos para festas, fantasias, bijouterias e até mesmo papelarias (itens como glitter e cartolina podem auxiliar na criação de máscaras e outros adereços) devem ter um aumento no faturamento em fevereiro”.

Comércio online

O comércio online também pode se beneficiar com as vendas de Natal. Mayara Christinne tem uma loja virtual de roupas femininas há dois anos e meio, que funciona apenas nas redes sociais. Ela tira fotos das peças, anuncia na internet e realiza as vendas.

Apesar de fantasias não serem o foco da loja virtual, este é o segundo ano que Mayara vai investir nas roupas para Carnaval. As fantasias são decididas conforme as prévias que os fabricantes mandam para ela.

Assim, a dona da loja pode anunciar as novidades nas redes sociais. De acordo com ela, os temas são sempre os que estão na moda.

“Ano passado, o sucesso foi a de heroínas, como Supergirl, Mulher-maravilha e Batgirl. Este ano, são sereias e unicórnios”, afirma Mayara.

A fantasia é composta por três peças: body, saia de tutu e tiara. Os itens custam R$ 40,00, R$ 45,00 e R$ 10,00, respectivamente. O sucesso das vendas pode ser visto através dos números das redes sociais, em uma delas, a loja de Mayara tem mais de 21 mil seguidores e um engajamento de quase 200 mil.

A venda não tem complicação. Os interessados entram em contato por mensagens nas redes sociais ou por aplicativo de mensagens. Os pedidos de Santos são entregues pessoalmente e para o restante do país, através dos correios.

Colunas

Contraponto