Santos

Estacionamentos têm diferença de preço de até 50% em Santos

O mais acessível cobra R$ 8,00 na primeira hora (Centro, Gonzaga, Boqueirão e Encruzilhada); já o mais caro, R$ 12,00 (Gonzaga) pelo mesmo período

Comentar
Compartilhar
03 DEZ 2017Por Caroline Souza11h02
Sem vagas, muitos acabam indo em busca de estacionamentos particularesFoto: Rodrigo Montaldi/DL

Encontrar uma vaga para estacionar nos bairros mais movimentados de Santos pode não ser uma tarefa fácil. Dessa forma, muitos acabam indo em busca de estacionamentos particulares.

A facilidade pode, no entanto, não ser tão vantajosa para o bolso. A reportagem do Diário do Litoral encontrou diferenças de valor de até 50% na Cidade. O mais acessível cobra R$ 8,00 na primeira hora (Centro, Gonzaga, Boqueirão e Encruzilhada); já o mais caro, R$ 12,00 (Gonzaga) pelo mesmo período. Todos de rua, ou seja, sem levar em conta os que se localizam dentro de shoppings, clubes ou outros estabelecimentos.

Pela facilidade na hora de ir às compras, ao médico ou em bancos, Danilo de Jesus prefere parar nos estacionamentos, ao invés de procurar por vagas nas ruas, mas acredita que nem todos cobram um preço justo. “Em termos de valores, alguns ainda são um pouco fora do normal. Por isso, procuro frequentar os mais acessíveis”, comenta.

Já os donos de estacionamentos afirmam que o preço repassado ao cliente é justo. Andressa Soares é dona de um na Carvalho de Mendonça e, após quatro anos praticando o mesmo preço, teve um aumento este ano. “Segurei ao máximo, mas este ano precisei aumentar, porque tudo ficou mais caro e tive que repassar isso para os clientes ou não teria mais lucro”, explica.

Uma dica na hora de procurar pelo melhor preço, é verificar se o local possui algum convênio. Um estacionamento de uma rede de estacionamentos, no Gonzaga, cobra R$ 12,00 por uma hora e R$ 6,00 nas demais, mas oferece convênio com alguns estabelecimentos do bairro. “Ao estacionar em um local conveniado, o cliente consegue descontos”, explica o gerente, Orlando Coelho.

Para não ter prejuízo, também é importante ficar de olho no preço das horas adicionais. Dois estacionamentos visitados custam R$ 10,00 na ­primeira hora. Mas um cobra R$ 2,00 a partir da 2ª hora e o outro, R$ 5,00.

Estacionamento Rotativo

De acordo com a Prefeitura, Santos possui aproximadamente 1.400 vagas de estacionamento rotativo, localizadas nos bairros: Centro, Gonzaga, Boqueirão e Vila Mathias; além da rua Carvalho de Mendonça e entorno.

Quem quiser estacionar em uma das vagas, deve colocar o cartão de uma hora, que é vendido por R$ 2,50. Caso queira parar por duas horas - período máximo permitido - o motorista deve ­adquirir dois cartões. Os cartões podem ser comprados com agentes de trânsito, nas cabines da CET e em estabelecimentos ­comerciais ­credenciados.

A Prefeitura informou ainda que são comercializados, em média, cerca de 120 mil cartões por mês, rendendo R$ 300 mil ao Município mensalmente. O dinheiro arrecadado é usado em educação, engenharia de tráfego, sinalização e fiscalização de trânsito.

Mensalistas

Quem vai todos os dias de carro ao trabalho ou faculdade tem a opção de se tornar mensalista.

Apesar de não achar o preço muito barato, Vitor Quintela optou pelo estacionamento mensal pelas facilidades oferecidas. “Estudo na Universidade Santa Cecília (Unisanta) e a região tem zona azul regularizada e é bastante movimentada. Enquanto optei por parar na rua, passava muito tempo procurando vaga. Com o estacionamento mensal, tenho mais praticidade, evito atrasos e contratempos”, esclarece.

 

Colunas

Contraponto