Especial 100 dias: ‘Orçamento zero’ e obras públicas em Praia Grande

Já no primeiro dia de trabalho, o prefeito Alberto Mourão assinou 24 ordens de serviços em diversas áreas como obras, saúde, serviços urbanos e cultura

Comentar
Compartilhar
09 ABR 2017Por Rafaella Martinez10h30
Completando 100 dias do governo municipal, Alberto Mourão destaca a entrega e o início de obras como ponto prioritário em Praia GrandeFoto: Matheus Tagé/DL

Completando 100 dias do governo municipal, Alberto Mourão destaca a entrega e o início de obras como ponto prioritário em Praia Grande. Já no primeiro dia de trabalho, o prefeito Alberto Mourão assinou 24 ordens de serviços em diversas áreas como obras, saúde, serviços urbanos e cultura.

Outra iniciativa foi a implantação do projeto ARA (Avaliação para Rever Atribuições), solicitando que cada responsável pela pasta faça uma análise conjuntural das secretarias visando otimizar a prestação de serviços públicos e a capacidade de investimento da sociedade, sem aumentar impostos. “Estabelecemos ainda o ‘orçamento zero’, uma medida de revisão de todos os custos da prefeitura para conter despesas”, destacou o gestor que explica que uma das maiores dificuldades da administração é ter uma visão geral da situação econômica do País.

Algumas obras tiveram início e outras seguem em execução, beneficiando diversos bairros, entre elas estão a Readequação Hidráulica da Galeria Ocian, Revitalização da Av. Vicente de Carvalho (Ocian), revitalização do canal Acaraú, pavimentação do Bairro Esmeralda, calçadas da Avenida Ministro Marcos Freire (Bairros Anhanguera e Glória), reurbanização da Avenida Nossa Senhora de Fátima (Caiçara), construção do espaço de eventos Boqueirão, Centro de Iniciação ao Esporte (Ribeirópolis), Urbanização do Complexo Administrativo (Mirim), revitalização da iluminação das avenidas Dr. Roberto de Almeida Vinhas e Ministro Marcos Freire.

Foram desenvolvidas diversas ações com destaque para as áreas de saúde, educação, ação social, controle de gastos e pagamento pontual de servidores e fornecedores.

Colunas

Contraponto