Banner Codevida

Escola do Legislativo reinicia atividades

Escola fez convênio com o Programa Interlegis, do Senado, que possibilitará diversos cursos à distância para todos os participantes

Comentar
Compartilhar
22 JUN 2017Por Da Reportagem10h50
A Escola do Legislativo terá cursos e palestras gratuitas como Formação de Lideranças ComunitáriasFoto: Matheus Tagé/DL

A Escola do Legislativo de Guarujá (ELG) reinicia sua programação para o segundo semestre com novidades: o convênio com o Programa Interlegis do Senado Federal, que possibilitará diversos cursos à distância para todos os interessados, e filiação à Associação Brasileira de Escolas do Legislativo (ABEL), o que trará mais parcerias para a formação continuada de servidores, assessores e vereadores.

A iniciativa de aumentar as atividades da ELG partiu do presidente da Câmara, vereador Edilson Dias, que quer fomentar o conhecimento e a aproximação do legislativo da comunidade.

“Com essa medida, os programas Câmara no Bairro e Câmara Jovem passam a integrar atuação da ELG, além disso, diversos cursos serão oferecidos para servidores, agentes políticos e comunidade em geral sempre com o objetivo de qualificar e aprimorar ainda mais a atuação política e a cidadania”, anunciou o vereador.

Segundo a diretora da Escola do Legislativo, a psicopedagoga e mestre em Comunicação e jornalista Vanessa Ratton, o aprendizado funcionará com duas possibilidades: cursos EAD, através da plataforma Saberes, do Senado, que podem ser feitos na casa da pessoa ou na própria escola do Legislativo, e cursos presenciais, todos gratuitos e sem custo algum para o legislativo.

“É um instrumento de integração e interação com a sociedade civil, objetivando qualificar as lideranças e formar novos líderes e agentes políticos, bem como desenvolver a capacitação para a cidadania. Também queremos estimular a pesquisa técnica-acadêmica voltada para o legislativo em cooperação com outras instituições públicas e privadas para planejar e organizar eventos sobre temas de repercussão na sociedade que contribuam com soluções políticas para a comunidade. É educar para a democracia”, revela.  

A Escola terá cursos e palestras como Formação de Lideranças Comunitárias, Cultura de Paz, Comunicação Assertiva, Agenda 21, Lei de Acesso à Informação, Direito Administrativo no Setor Público, Introdução ao Orçamento Público e outros.

“Sempre divulgaremos a programação para que as inscrições sejam feitas por e-mail ou pessoalmente. Os cursos presenciais terão certificados da ELG. Também gostaria muito de realizar parceria com as escolas de Ensino Fundamental e Médio para criarmos o Parlamento Jovem. Temos que focar na preparação de novos políticos desde cedo, mudar a forma como as pessoas se relacionam com a política, principalmente no momento que o país vive hoje. Estou muito feliz de participar da primeira Escola do Legislativo da Baixada Santista”, afirma a diretora.

Colunas

Contraponto