21h : 40min

Conheça o
Caderno + DL

Ler

Assine o Jornal por R$8
por mês no plano atual

AssineLer Jornal

Desfile encerra programação da Semana do Soldado Constitucionalista em SV

Homenagens aos Heróis de 32 serão realizadas neste domingo (9), a partir das 10 horas, no Gonzaguinha

Comentar
Compartilhar
08 JUL 2017Por Da Reportagem14h30
Desde quinta-feira (6), o Município comemora a Semana do Soldado Constitucionalista de 1932Foto: Divulgação/PMSV

A memória de heróis que lutaram pela redemocratização do País não é esquecida em São Vicente. Desde quinta-feira (6), o Município comemora a Semana do Soldado Constitucionalista de 1932. O encerramento das atividades será no domingo (9), com um desfile cívico militar, a partir das 10 horas, na Praça Heróis de 32, no Gonzaguinha.

Na programação do feriado, haverá hasteamento das bandeiras do Brasil, de São Paulo e de São Vicente, execução do Hino Nacional e a celebração à memória do movimento Constitucionalista. O ponto alto das festividades será a entrega da Medalha “Pérsio de Souza Queiroz Filho”. Serão condecorados com a honraria o general de Brigada, Maurílio Miranda Netto Ribeiro; o coronel da Polícia Militar, Rogério Silva Pedro; o primeiro-sargento José Luiz Martins Coutinho, da PM; o ator e diretor Roberto Marchese; o presidente da Câmara Municipal, Wilson Cardoso; e o Elos Clube de São Vicente.

A programação, no entanto, teve início na noite de quinta-feira (7), com uma sessão solene na Câmara Municipal.  Ex-combatentes foram homenageados, em uma cerimônia que contou também com a apresentação de um jogral feito pela Companhia Recriapalhando, em parceria com a Academia Vicentina de Letras, Artes e Ofícios.          

Já na manhã desta sexta-feira, duas atividades em alusão à data foram realizadas na Cidade. Logo cedo, na Praça Vinte e Dois de Janeiro, houve uma homenagem ao ex-combatente Pérsio de Souza Queiroz Filho. No final da manhã, foi realizada uma cerimônia junto ao Mausoléu do Soldado Constitucionalista, localizado no Cemitério Municipal de São Vicente.

História

Conhecido como “Revolução de 1932”, este movimento ocorreu no Estado de São Paulo, em 1932, e tinha como objetivo derrubar o governo provisório de Getúlio Vargas. O estadista gaúcho assumira o comando do País dois anos antes, graças a um golpe de Estado.

Getúlio desmanchou congressos estaduais e municipais, indicando sucessores políticos que desagradaram a elite paulista. Teve início, então, uma série de comícios, manifestações e atos públicos por todo o Estado, contra o presidente. O estopim dos protestos foi a morte de quatro estudantes. Em 9 de julho, as manifestações ganharam corpo e passaram a cobrar também a redemocratização da Nação e a elaboração de uma outra Constituição, originando a Revolução Constitucionalista. Os combates duraram de julho a setembro, chegando ao fim em 2 de outubro de 1932, com a rendição dos combatentes paulistas.

Segundo o secretário de Cultura, Fábio Lopez, é fundamental que São Vicente comemore a data, “até pela relevância histórica da Cidade, a primeira do Brasil. Nosso dever é sempre preservar a memória”, comenta.

Afirmação feita também por Ivone Queiroz Ferreira, filha de um dos Heróis de 1932 e uma das principais entusiastas da comemoração da data. “O mais importante é mostrar aos jovens que eles devem se inspirar nos guerreiros do passado e lutar pelo futuro do País”, defende.

Interdições

A Secretaria de Trânsito e Transportes (Setrans) de São Vicente alerta a população para as mudanças de tráfego previstas para este domingo (9), em razão do desfile cívico em memória aos Heróis de 1932. A relação com as alterações pode ser acessada no link http://www.saovicente.sp.gov.br/noticias/gonzaguinha-tera-alteracoes-no-transito-neste-domingo-9/

Ruas de Lazer

Excepcionalmente no domingo, em razão do desfile cívico, não haverá “Ruas de Lazer”. Os eventos são realizados pela Associação dos Capacetes de Aço em parceria com a Prefeitura, Câmara Municipal, Polícia Militar, Forças Armadas Brasileiras e Entidades Cívicas e comunitárias.

Colunas

Contraponto