Banner Sabesp

Cubatão lança nesta semana sistema de indicadores culturais

O portal tem como objetivo coletar, sistematizar e interpretar dados, disponibilizando conteúdos relevantes para transparência

Comentar
Compartilhar
06 NOV 2017Por Da Reportagem10h50
Cidade é a primeira da Baixada SAntista a estruturar o sistemaFoto: Rodrigo Montaldi/DL

Cubatão lança nesta semana o Sistema Municipal de Indicadores Culturais (SMIIC) – uma das obrigatoriedades estabelecidas pelo Plano Nacional de Cultura. O portal, que estará disponível em breve no site da Prefeitura, tem como objetivo coletar, sistematizar e interpretar dados, disponibilizando conteúdos relevantes para transparência, facilitação do monitoramento e avaliação das políticas públicas culturais no município.

“Mais do que ser pioneiros, queremos fazer bem feito. Temos muita satisfação de cumprir a legislação oferecendo aos munícipes um instrumento para que eles possam participar de  forma verdadeira da cultura”, aponta o atual secretário de Cultura e vice-prefeito, Pedro de Sá.

No portal estão cadastrados 65 espaços culturais (públicos e da sociedade civil) e 468 agentes culturais. O mapeamento foi feito pela equipe da Secretaria de Cultura de Cubatão com base em levantamentos já ­existentes do Governo do Estado de São Paulo, do Governo Federal, do Movimento Cultural e do Instituto Procomun.

As abas agentes e espaços culturais são divididas por segmentos artísticos, como artes cênicas, música, artesanato, artes visuais e plásticas, audiovisual e cultura digital, cultura popular e literatura. Os nomes já registrados no sistema foram listados a partir das presenças nas conferências e eventos formais realizados pela Administração desde 2010. O objetivo é que o próprio agente cultural possa atualizar as informações do portal.

A plataforma também apresenta agenda cultural do mês realizada ou apoiada pela secretaria; dados sobre calendário oficial da cidade; organograma e legislação referente à pasta; equipamentos públicos e patrimônios tombados, além dos conselhos ­existentes.

“Queremos, com isso, identificar e valorizar as potenciais culturais da ­cidade e aproximar o Poder Público dos fazedores de Cultura”, finaliza Pedro de Sá.

A plataforma está disponível em: smiic.wordpress.com e, nos próximos dias, também terá o link inserido nas informações da Secretaria de Cultura no site da ­Prefeitura.

Pioneirismo

Cidade é a primeira da Baixada Santista a estruturar o sistema, que tem como objetivo coletar, sistematizar e interpretar dados, disponibilizando conteúdos relevantes para transparência, facilitação do monitoramento e avaliação das políticas públicas culturais no município.

Colunas

Contraponto