Cubatão e São Vicente registram vices com experiência política

Diário analisa perfil do segundo na hierarquia do Executivo municipal para as eleições 2016

Comentar
Compartilhar
19 SET 2016Por Rafaella Martinez12h30
As eleições mais concorridas das últimas duas décadas de São Vicente conta com nove nomes na disputa pelo ExecutivoFoto: Matheus Tagé/DL

No próximo dia 2 de outubro, os mais de 1,3 milhão de eleitores da Baixada Santista vão às urnas durante as eleições municipais de 2016. Além de elegerem os prefeitos e vereadores, um cargo constantemente esquecido e pouco considerado pode mudar os rumos do pleito após os recentes acontecimentos do País: o de vice-prefeito.

Segundo na hierarquia do Executivo municipal, o vice assume a função de titular caso o prefeito precise se ausentar por motivo de viagem ou licença, ou tenha o mandato cassado. Enquanto o prefeito está em exercício o vice deve auxiliar na administração, discutindo e definindo em conjunto as melhorias para o ­município.

Nesta edição, o Diário do Litoral analisa as cidades de Cubatão e São Vicente.

Cubatão

Postulante pelo PSDB, o atual vereador Ademário tem como vice na coligação ‘Juntos por Cubatão’ - formada pelo PSDB, DEM, PTB e PT do B – o engenheiro Pedro de Sá (PTB). Ele trabalhou como servidor em quatro governos diferentes: Osvaldo Passarelli, Nei Serra, Clermont Castor e Marcia Rosa. 
 

Doda, do PSB, tem como vice na coligação ‘Aliança por Guarujá’ - que une PR, PMN, PHS, PSDC, PMB, PSC e PSB – o trabalhador da construção civil Geraldo Guedes (PR). Legislador em três mandato, Guedes chegou a figurar com candidato no começo do ano.

Na coligação ‘Para Cubatão Avançar’, que une o PT, PV, PDT, PSD, PEN, PROS, PC do B e PTC, o vereador Fábio Inácio tem como vice o engenheiro Pedro Hildebrando (PSD).  Sem coligações, Dinho Heliodoro (SD) tem como vice o ex-sindicalista Joaquim Amaro Dantas, o Joaquim da Santista.

Wagner Moura, do PMDB, tem como vice o médico Paulo Rosa (PPS). A coligação ‘Construindo Uma Nova História’ une o PMDB, PPS PRB, PP e PPL.

São Vicente

As eleições mais concorridas das últimas duas décadas de São Vicente conta com nove nomes na disputa pelo Executivo.

Sem coligações, o vereador Alfredo Martins (PT) tem como vice Maria Eurides, moradora da Área Continental e líder comunitária nas áreas de saúde e educação. Paulo Lacerda, o Paulinho Alfaiate, do Solidariedade tem como vice a Dra. Vitória, cirurgiã dentista que disputa sua primeira eleição. 

Na coligação ‘Juntos por São Vicente’, o também vereador Júnior Bozzela (PSD) tem como vice Fernando Xavier (PDT), que despontou no início do ano como pré-candidato. A coligação une PSD, DEM, PDT, PSL, PT do B, PTN, PRB e PC do B.

O vereador Pedro Gouvêa (PMDB) tem como vice a professora Lurdinha do PSDB, que é moradora da Área Continental. A coligação ‘Força para Recomeçar’, que une 15 partidos: PMDB, PSDB, PP, PPS, PSDC, PRTB, PHS, PMN, PMB, PSB, PV, PRP, PEN, PPL e PROS.

Luciano Batista (PTB), ex-deputado estadual e ex-presidente da Câmara de São Vicente tem como vice o Capitão Edson, militar do Exército do mesmo partido. A coligação ‘Só o trabalho constrói’ une o PTB e o PTC.

Kayo Amado (Rede) disputará a prefeitura ao lado do professor Maykon Santos, do PSOL na coligação ‘São Vicente: cidade para todos nós’. Fernando Bispo (PR) tem como vice Fernando Gomes.

Sem coligações, Davi Morgado (PSC) concorre ao pleito com o comerciante Dão Moreira, da Área Continental, como vice. O professor Marcelo Omena, do PCO, oficializou o aposentado Jair Vaz como vice.

Colunas

Contraponto