Santos

Contra a violência sexual, Mural da Vergonha é realizado na região

Ação pretende chamar atenção para os casos de estupro na Baixada Santista

Comentar
Compartilhar
23 MAR 2018Por Da Reportagem20h34

Cubatão, Santos e São Vicente recebem neste sábado (24) mais uma edição do Mural da Vergonha da Caravana da Indignação. O protesto contra os altos índices de violência sexual na Baixada Santista terá início às 10h, na praça Princesa Isabel, em Cubatão. Por volta das 12h, a caravana estará em Santos, na praça Paz Universal, Jd. Castelo. Às 15 horas, o evento será realizado na Praça Tom Jobim (Biquinha).

O Mural da Vergonha consiste em um varal estendido em praça pública com peças de roupa íntima representando cada um dos casos de estupro da cidade.

O objetivo é alertar a população para o risco enfrentado pelas mulheres diariamente e chamar atenção para criação de políticas públicas contra a cultura do estupro e a violência sexual. A organização do evento pede para que os participantes trajem uma peça preta ou usem lenços pretos como forma de protesto.

Segundo a Secretaria de Segurança Pública de São Paulo, os números de casos registrados na Região, em 2017, quase duplicaram em relação ao ano de 2016, passando de 264 ocorrências para 498.

A iniciativa é da Associação Mulheres Progressistas (AMP) em parceria com as prefeituras de São Vicente, Santos e Cubatão.

 

 

Colunas

Contraponto