Entrada da Cidade

Consumidores da Baixada Santista já definiram valor de presentes de Natal

Artigos com valor abaixo de R$100,00 são a pedida de 27% e, para 17%, o custo deverá ficar em volta de R$200,00 e R$300,00

Comentar
Compartilhar
06 DEZ 2018Por Da Reportagem08h40
Levantamento realizado pelo Sindicato do Comércio Varejista revela que gastos serão entre R$ 100,00 e R$ 200,00Foto: Nair Bueno/DL

A intenção de quem vai presentear no Natal este ano é adquirir produtos com ticket médio de R$100,00 a R$200,00. Essa é a preferência de 29% dos participantes que responderam à pesquisa realizada pelo Sindicato do Comércio Varejista da Baixada Santista (SincomércioBS).

Artigos com valor abaixo de R$100,00 são a pedida de 27% e, para 17%, o custo deverá ficar em volta de R$200,00 e R$300,00. A pretensão de desembolsar acima de R$400,00 simboliza 15%, enquanto 12% procuram aquisições na faixa de R$300,00 a R$400,00.

Os mais procurados devem ser os itens de vestuário (58%) e perfumes e cosméticos (27%). Avaliação também demonstrada por aqueles que ainda não se decidiram (27%). Foram mencionados, ainda, brinquedos (25%), bolsas e acessórios (17%) e ­óculos (10%).

Jóias e bijuterias, casa, mesa e banho, eletrodomésticos e livros, pontuaram em 2% cada. Móveis, eletrônicos e de utensílios de informática não foram citados. No questionário, havia a possibilidade de selecionar uma ou mais sugestões.

O dinheiro será a principal modalidade de pagamento, de acordo com 45% das pessoas. Outras 35% utilizarão cartão de crédito e, 20%, o cartão de débito. As lojas físicas ainda são a primeira opção do cliente regional (64%), com e-commerce sinalizando o interesse de 12%. Os que são indiferentes somam 24%.

A pesquisa foi realizada durante os dias 21 e 30 de novembro de 2018, com 60 indivíduos, nas nove cidades da Baixada Santista e possui caráter quantitativo.

Colunas

Contraponto