Entrada da Cidade

Chuvas afetam trânsito e provocam interdições na Baixada

Com os bloqueios no trânsito por causa das chuvas, o itinerário de linhas de ônibus que atendem a Zona Noroeste foi alterado

Comentar
Compartilhar
08 MAR 2018Por Bárbara Farias20h48
Vias ficaram alagadas na entrada de SantosFoto: Paulo Villaça/DL

Motoristas enfrentaram mais um dia de congestionamento em vias urbanas de Santos, Cubatão e na Via Anchieta devido às chuvas que atingiram a região nos últimos dois dias. A Companhia de Engenharia de Tráfego de Santos (CET-Santos) informou os pontos de alagamento.  

Por volta da 11h30 de hoje (8), a CET-Santos bloqueou por completo a pista sentido São Vicente/Santos da Avenida Nossa Senhora de Fátima, por onde só veículos pesados (ônibus e caminhões) estavam passando.

A rota alternativa para os motoristas foi pelo viário dos morros ou praia, que apresentaram morosidade em razão das chuvas e do excesso de veículos.

No sentido oposto da Nossa Senhora de Fátima (Santos/São Vicente), a pista foi interditada a partir da Avenida Martins Fontes. Esta última via tinha, até o final da manhã, pontos com alagamento, mas sem registro de bloqueio e com trânsito fluindo lentamente.

No final da quarta-feira (7), o acúmulo de água nas duas avenidas afetou o trânsito e estendeu o congestionamento a outras vias na área central. Os efeitos foram sentidos especialmente nas ruas João Pessoa e General ­Câmara.

O transbordamento de canais, incluindo o da Av. Francisco Manoel (ao lado da Santa Casa) afetou o tráfego em diversas ruas e avenidas, entre elas Ana Costa, Pinheiro Machado, Rangel Pestana, Waldemar Leão e outras.  

No Morro da Nova Cintra, a Avenida Santista chegou a ficar temporariamente restrita à passagem de ônibus e caminhões, situação normalizada pouco mais tarde. Ainda no morro, a queda de uma árvore, deixou a Rua Torquato Dias, por algum tempo, com apenas meia pista para o tráfego de veículos.

Segundo a Prefeitura de Santos, todo o efetivo da CET foi destacado para as ruas, atuando nas avenidas Nossa Senhora de Fátima e Martins Fontes e outros pontos. Os agentes realizaram operações para fluidez do trânsito e orientavam os motoristas sobre rotas alternativas.

Defesa Civil

Segundo a Defesa Civil, os morros permaneciam em estado de atenção na tarde de hoje. O acumulado das últimas 72 horas, até a tarde de hoje, foi de 155,4 mm - o histórico de março tem média de 299,89 mm (últimos 25 anos). Foram registradas 11 ocorrências, sem vítimas, entre esta quarta e quinta-feira (até as 9h), entre as quais, cinco escorregamentos com queda de bloco e poste na Caneleira, José Menino, morros Santa Maria e da Penha, e Vila Progresso; um incêndio na Pompeia; uma queda de barraco na Vila Progresso; uma queda de árvore na Nova Cintra; e três vistorias estruturais no Gonzaga, morros São Bento e da Penha.

Mudança nas linhas de ônibus na  Zona Noroeste

Com os bloqueios no trânsito por causa das chuvas, o itinerário de linhas de ônibus que atendem a Zona Noroeste foi alterado. No sentido do Centro para a região, os coletivos seguiam até o Saboó (altura do Cemitério), retornando pelas avenidas Martins Fontes e Getúlio Vargas. Depois, acessavam o túnel em direção ao Jabaquara, subindo o morro para descer na Caneleira.

No sentido contrário (ZN/Centro), durante parte da manhã, os coletivos seguiram pela Avenida Nossa Senhora de Fátima até o desvio na Rua Boris Kauffmann, acessando a marginal da Via Anchieta. Depois, Via Anchieta e Avenida Martins Fontes, na entrada de Santos.

No início da tarde de hoje, a CET-Santos voltou a liberar a pista da Avenida Nossa Senhora de Fátima, no sentido São Vicente/Santos, para a passagem de veículos de grande porte (ônibus e caminhões). Já os carros de passeio foram orientados a ingressar na Rua Boris Kauffmann.

Congestionamento na Anchieta e no Casqueiro

Devido aos pontos de alagamento decorrentes do acumulado de chuvas dos últimos dois dias, houve congestionamento do km 31 ao 40, da pista sul da Via Anchieta, por excesso de veículos, por volta das 15h54 de hoje.

De acordo com a concessionária do Sistema Anchieta-Imigrantes, Ecovias, nas demais vias e interligações, o tráfego já havia sido normalizado. Pela manhã e início da tarde, houve interdição total nos Kms 53 ao 65 da Anchieta, sentido litoral, devido ao alagamento na entrada de Santos e lentidão e comboios em outros pontos da estrada.

A Companhia Municipal de Trânsito de Cubatão adotou medidas para amenizar os congestionamentos no Jardim Casqueiro, prejudicado pela interdição da Anchieta.

A Defesa Civil de Cubatão (Comdec) informou que as chuvas atingiram 75,6 milímetros/m² nas últimas 24h (até a noite de hoje), porém nenhum deslizamento de terra, alagamentos ou pane em semáforos foi registrado.

Equipes da Secretaria de Manutenção e Serviços Públicos vistoriaram os canais de Pilões, Vila Natal, CAIC.

Colunas

Contraponto