Entrada da Cidade

Chuva derruba árvore, alaga ruas e coloca morros em alerta

A previsão é que o tempo continue instável nesta sexta-feira (9), com pancadas de chuva a qualquer hora

Comentar
Compartilhar
08 NOV 2018Por Da Reportagem20h44
Defesa Civil apontou que o acumulado de chuvas foi de 73 mm e a maré chegou a um metro e meio às duas horas da manhãFoto: Nair Bueno/DL

Mais uma vez a Baixada Santista sofreu com os efeitos da mudança repentina do clima: além de ruas alagadas e quedas de árvores, os morros de Santos e Guarujá permaneceram durante todo o dia em estado de alerta. A previsão é que o tempo continue instável nesta sexta-feira (9), com pancadas de chuva a qualquer hora.

Em Santos, a Defesa Civil apontou que o acumulado de chuvas foi de 73 mm e a maré chegou a um metro e meio às duas horas da manhã. Os morros da cidade ficaram durante todo o dia em estado de observação.
Apenas uma ocorrência foi registrada: a queda de  árvore e fiação elétrica  na noite de quarta-feira (8) na esquina da rua Cunha Moreira com a avenida Washington Luiz. A Defesa Civil, CET e CPFl foram acionadas de forma emergencial e a árvore foi removida pela manhã.

A Avenida Nossa Senhora de Fátima apresentou diversos pontos de alagamentos em ambos  os sentidos pela manhã e o tráfego de carros chegou a ser interditado. Operadores de trânsito atuaram no trecho com o apoio de painéis sobre desvios, orientando os motoristas.

Em Guarujá, a Defesa Civil destaca que o acumulado de chuva das últimas foi de 65,5 mm. A equipe atendeu na manhã de hoje (8) dois escorregamentos de terra no Morro da Vila Baiana. Duas residências foram notificadas, sendo uma delas interditada temporariamente. Os moradores foram  encaminhados à casa de familiares. Não houve vitimas.

Foram registradas ainda duas quedas de árvore na cidade, sendo uma das ocorrências atendida pelo Corpo de Bombeiros. Além disso, as equipes fizeram o isolamento de um buraco no asfalto da Rua Olímpio Sampaio, no bairro do Areião.

A Prefeitura de Mongaguá informou que as chuvas registradas chegaram a um volume quase duas vezes maior do que a normalidade, acima do previsto para esta época do ano: 86mm. Com isso, alguns trechos de alagamento se formaram em pontos do  município.

Em nota, a Prefeitura destacou que segue um cronograma de limpeza de valas e desobstrução, manutenção e construção de galerias, com objetivo de minimizar o impacto das chuvas. Ao mesmo tempo, a prefeitura reforça, por meio de campanhas publicitárias, o pedido de colaboração dos moradores no descarte apropriado de objetos inservíveis.

Em Praia Grande não foram registradas ocorrências junto à Defesa Civil. A sinalização de trânsito também não foi afetada. Pontos com possíveis acúmulos de água foram escoados pelo sistema de drenagem municipal.

A cidade de Itanhaém segue em estado de atenção, com um acumulado de chuva de 71,19 mm.  No entanto, a Cidade não registrou ocorrências ou pontos de alagamentos.

Já a cidade de Bertioga registrou uma queda de árvore no bairro Vista Linda e pontos de alagamento. Foram registrados 95mm de chuva no Centro, 140 no Jardim Lido e 100 na Vista Linda.

Cubatão, Peruíbe e São Vicente não registraram ocorrências relacionadas à chuva.

Colunas

Contraponto