Câmara de Cubatão aprova CEI da falta de água na Cidade

Os parlamentares estão insatisfeitos com a constante falta de água em alguns bairros da cidade e a série de problemas ocorridos

Comentar
Compartilhar
27 FEV 2018Por Da Reportagem08h20
Parlamentares querem que a Sabesp apresente o mais rápido possível um cronogramaFoto: Divulgação

A Câmara de Cubatão aprovou a formação de uma Comissão Especial de Inquérito (CEI) para debater os problemas causados pelas obras da Companhia Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp) na Cidade e discutir a renovação de contrato entre a Companhia e a Prefeitura. A proposta foi apresentada por Ivan Hildebrando (PSB).

Os parlamentares estão insatisfeitos com a constante falta de água em alguns bairros da cidade e a série de problemas ocorridos em função de obras da Companhia. Os parlamentares querem que a Sabesp apresente o mais rápido possível um cronograma para as obras de troca da rede de abastecimento no município, que seria muito antiga, favorecendo o surgimento de vazamentos.

O presidente da Câmara disse que é preciso avisar a população com antecedência sobre a falta de água até para que as pessoas possam se preparar, principalmente em um período de altas temperaturas. Rodrigo Alemão criticou a má qualidade dos serviços prestados pela Sabesp, o que vem gerando grande insatisfação nos moradores locais, demonstrada nos comentários feitos nas redes sociais.

Ivan Hildebrando disse que a Companhia precisa respeitar a população sendo inadmissível o corte de fornecimento de água sem comunicar previamente as pessoas. Já Ricardo Queixão defendeu o uso do Código de Posturas do Município para fiscalizar as obras da empresa estadual. Ele lembrou o acidente ocorrido no Jardim Casqueiro, que vitimou uma pessoa num buraco deixado pela Companhia.

Sabesp

Sobre a questão, a Sabesp se manifesta garantindo que não existe falta d’água em Cubatão. O abastecimento de água para os moradores da cidade, segundo a companhia, ocorre normalmente, tanto em dias úteis quanto aos finais de semana e feriados, inclusive no último Carnaval, quando o fornecimento aconteceu ao longo de todo o feriado sem nenhuma interrupção sistêmica.

Em casos pontuais de manutenção, diz a Sabesp, algumas moradias podem ter problemas por não possuírem caixas-d’água residenciais, o que desrespeita as normas técnicas brasileiras, ou por não terem suas instalações hidráulicas conectadas à caixa.

A companhia garante que realiza troca preventiva das tubulações de distribuição de água de Cubatão. Neste sentido, segundo informa, trabalha atualmente na implantação de novos 300 metros de rede que beneficiarão os moradores dos bairros Vila Nova, Vila São José e 31 de Março.

Colunas

Contraponto