Balneabilidade boa na maioria das praias da região

Apenas seis das 70 praias da região estão com bandeira vermelha para os banhistas

Comentar
Compartilhar
03 JAN 2018Por Caroline Souza11h28
Quem vai aproveitar as praias do Litoral deve ficar atento às condições de balneabilidade, ou seja, se o local está próprio ou impróprio para banhoFoto: Arquivo DL

Após o período das festas, é comum que munícipes e turistas aproveitem os primeiros meses do ano para curtir as férias na Baixada Santista. Quem vai aproveitar as praias do Litoral deve ficar atento às condições de balneabilidade, ou seja, se o local está próprio ou impróprio para banho.

De acordo com levantamento da Companhia Ambiental do Estado de São Paulo (Cetesb), divulgado ontem, apenas seis das 70 praias da região estão com bandeira vermelha para os banhistas.

Bertioga, Santos, Itanhaém e Peruíbe tiveram o melhor resultado, com bandeira verde em todas as praias. Guarujá, Praia Grande e Mongaguá possuem uma praia imprópria cada. Já São Vicente é a cidade com mais bandeiras vermelhas, totalizando três. Confira mais detalhes:

Tempo

Nos próximos dias, a previsão do tempo deve se manter como no Ano- Novo, com sol entre nuvens e possibilidade de chuvas no final do dia.

As chuvas de verão podem vir acompanhadas por raios. Neste caso, antes dos raios começarem - com o anúncio de trovoadas - é preciso sair imediatamente das praias e se proteger em um local abrigado. Não fique embaixo de árvores, perto de postes de energia e de torres de eletricidade.

Estradas

Até a tarde de ontem, o Sistema Anchieta-Imigrantes (SAI) ainda registrava congestionamento em alguns pontos de ambos os sentidos (subida e descida). De acordo com a Ecovias, deve entrar em vigor hoje a Operação 5x5. Em caso de necessidade, a administradora do SAI pode mudar esta operação.

Projeto ‘Verão no Clima 2018’

O projeto “Verão no Clima 2018”, da Secretaria Estadual do Meio Ambiente (SMA), será lançado às 12h de amanhã, na praia do José Menino, em Santos. O objetivo é conscientizar os turistas e a população da importância de manter as praias limpas. Além de esclarecer sobre hábitos corretos de descarte e redução de resíduos.

A ação se estenderá por 27 dias em mais de 60 praias de 16 municípios do litoral paulista. Estão programadas atividades como mutirões de limpeza, corridas, caminhadas, tendas temáticas e abordagens, por meio de monitores ambientais.

De 4 a 7 de janeiro, serão realizadas atividades nas praias de Santos (Gonzaga, Boqueirão, Embaré, Aparecida e José Menino); São Vicente (Itararé); Praia Grande (Boqueirão e Cidade Ocian); Bertioga (Boraceia e Enseada); Guarujá (Tombo, Pitangueiras, Astúrias e Mangue do Perequê); Cubatão (Parque do Perequê); Peruíbe (Costão e Ribamar); Mongaguá (Centro e Agenor de Campos); Itanhaém (Centro e Gaivotas); Cananeia (Beira Mar e Pereirinha - Ilha do Cardoso); Iguape (Centro, Barra do Ribeira e Balsa); São Sebastião (Cigarras, Maresias e Juquehy); Caraguatatuba (Martin de Sá e Cocanha); Ubatuba (Picinguaba, Maranduba e Enseada); e Ilhabela (Perequê e Curral).

De acordo com a SMA, o diferencial deste ano será a introdução do tópico mudanças climáticas e a chamada “pegada de carbono”, que mede a quantidade total das emissões de gases do efeito estufa (GEE) causadas direta e indiretamente por uma pessoa, organização, evento ou produto. O tema está presente na concepção da operação, idealizada com a preocupação de reduzir as emissões de GEE, tanto na logística de transporte, como na confecção de material de apoio. Este ano, por exemplo, não haverá a distribuição de sacolas de plástico nas praias para o acondicionamento de lixo.

Colunas

Contraponto