03h : 41min

Conheça o
Caderno + DL

Ler

Assine o Jornal por R$8
por mês no plano atual

AssineLer Jornal

Artistas tentam reativar a vida noturna do Centro de Santos

Em parceria com bares tradicionais da região, Coletivo Garrafada promove festivais de cultura livre e intercâmbio entre músicos

Comentar
Compartilhar
09 JUL 2017Por Rafaella Martinez10h50
Shows do ‘Sábado no Porto’ acontecem na rua, sem a cobrança de couvert artístico, no modo ‘Pague quanto vale’Foto: Divulgação

Resgatar a tradição do Centro Histórico como reduto de encontros regados à música: essa é a proposta do Coletivo Garrafada em parceria com os bares Porto Brasil e Bodegaia. O grupo, encabeçado pelos produtores culturais André Rigotto e Mariany Passos, tem investido no intercâmbio cultural entre músicos locais e artistas de outras regiões do Brasil em uma proposta de cultura livre: os show acontecem na rua, sem a cobrança de couvert artístico.

“A ideia é as pessoas pagarem a quantia que acreditam que vale aquele show. Uma caixa fica ao lado do caixa do bar, onde as pessoas podem depositar qualquer quantia”, conta André, se referindo ao ‘Sábado no Porto’, ação que acontece todos os finais de semana do mês.

Essa é uma das iniciativas do coletivo para fomentar a cultura no espaço, que já foi considerado como o coração da vida noturna em Santos. “Estamos lançando o bordão #VemPraXV que quer justamente reativar a região, que já foi tão frequentada em anos anteriores”, enfatiza o produtor. “Como as baladas foram concentradas na Rua do Comércio e as festas de rua foram suprimidas, mais uma vez o Centro ficou sem uma programação cultural que não fosse paga e restritiva. Queremos mudar esse cenário”, completa.

“Queremos trabalhar uma nova curadoria mesclando artistas locais com alguns nomes fortes do cenário da música brasileira contemporânea. A estreia contou com Douglas Germano, sambista paulistano, que é um dos maiores compositores da atualidade, com músicas gravadas por quase toda nova safra paulista, como Criolo e Juçara Marçal”, diz Mariany.

Para os próximos eventos estão programadas as apresentações de Kiko Dinucci, Alessandra Leão e Terno Quente, um grupo de coco rural.

Happy hour

Dentro da proposta de reativação do Centro, o grupo irá retomar, a partir do dia 14, os tradicionais encontros de sexta-feira ao final do expediente. A programação musical também acontecerá no bar Porto Brasil, a partir das 19h30.

“A estreia será encabeçada por Tuco Pellegrino, um artista de São Vicente conhecido fora da Baixada, mas que aqui não encontrou muito espaço para mostrar sua arte. Ele tocará com um time de artistas locais com o samba de terreiro, que surgiu nos terreiros (atuais quadras) das primeiras escolas de samba do Rio de Janeiro”, aponta Mariany.

Já estão confirmadas apresentações da cantora Didi Gomes, do músico Rogério Ximu e convidados. Para ficar por dentro da programação basta acessar a página do Bar Porto Brasil: https://www.facebook.com/BarPortoBrasil/.

Colunas

Contraponto