Promo DL

Aluguel na praia é opção barata para o feriado da Consciência Negra

Litorais Norte e Central oferecem tarifas de aluguéis bem mais convidativas para o feriado do dia 20

Comentar
Compartilhar
15 NOV 2017Por Da Reportagem12h31
A pesquisa apurou que a maioria das diárias baixou também no Litoral CentralFoto: Arquivo/DL

Paulistanos e moradores de muitas cidades do Estado poderão ter no próximo final de semana a oportunidade de pôr o pé na areia com mais tranquilidade e sossego, aproveitando o fim de semana prolongado pelo feriado do Dia da Consciência Negra, que será celebrado na segunda-feira, dia 20 de novembro. E isso pagando um mínimo de R$ 150,00 por dia de locação de casas de 1 dormitório em cidades como Peruíbe e Praia Grande, no Litoral Sul.

“A data que lembra a morte de Zumbi dos Palmares não é feriado em todas as cidades, inclusive as paulistas, pois depende de lei complementar estadual ou municipal. Assim, é possível que o Litoral receba menos visitantes que nas datas nacionais, o que favorece quem deseja passar um fim de semana prolongado na praia sem o tumulto dos grandes feriadões”, afirma José Augusto Viana Neto, presidente do CRECISP.

Em feriados nacionais, a procura por imóveis para alugar costuma ser muito intensa, “porque as pessoas vêm do Interior e até de outros Estados e essa demanda costuma inflacionar os preços de locação”, explica Viana Neto. Ele exemplifica com o feriado de 15 de novembro do ano passado, que também caiu numa segunda-feira.

Pesquisa

A pesquisa feita pelo CRECISP com 26 imobiliárias de 12 cidades do Litoral paulista mostrou que a maioria dos imóveis em oferta para locação neste Dia da Consciência Negra está com diárias mais baratas que no feriadão da Proclamação da República do ano passado. Em 16 tipos de imóveis disponíveis para aluguel nessas cidades, 10 estão com diárias menores e seis, maiores.

Segundo Viana Neto, merece destaque o Litoral Norte, “onde todos os tipos de imóveis em oferta estão com diárias mais baratas que no ano passado, mesmo considerando que essa faixa do Litoral é muito disputada e muito procurada”. Apartamentos de 2 dormitórios em cidades como Caraguatatuba e Ubatuba podem ser alugados em média por R$ 483,00 diários, preço 47,27% menor que os R$ 916,00 que eram pedidos em novembro de 2016. As casas com 2 dormitórios têm diária média neste feriado de R$ 350,00, ou 56,25% menos que os R$ 800,00 cobrados ano passado.

Quem tem família grande e precisa de imóvel maior vai economizar 57,15% se optar por alugar uma casa de 4 dormitórios nessa região do Litoral. Em média, nas imobiliárias pesquisadas, a diária sai por R$ 1.236,00; no ano passado, o valor pedido era R$ 2.885,00. Com um quarto a menos, a diária média cai para R$ 978,00, preço 34,8% menor que os R$ 1.500,00 do feriado de 2016.

Ofertas no Litoral ­Central

A pesquisa do CRECISP apurou que a maioria das diárias para o feriado do Dia da Consciência Negra baixou também no Litoral Central, que reúne cidades como Guarujá, Santos e São Vicente. A queda foi de mais de 30% nas diárias de apartamentos de 4 dormitórios em comparação com o feriado de 15 de novembro do ano passado – de R$ 1.200,00 para R$ 800,00.

Redução ainda maior foi registrada nas diárias de apartamentos de 3 dormitórios – baixaram de R$ 800,00 para R$ 460,00, queda de 42,5%. Apartamentos pequenos, de 1 dormitório, foram os que tiveram menor queda – 13,33% - no valor da diária média, baixando de R$ 300,00 para R$ 260,00.
Segundo a pesquisa CRECISP, só as casas de 2 dormitórios estão custando mais neste feriado do que no de 2016. Elas eram ofertadas nas imobiliárias por R$ 450,00 a diária, valor que agora subiu para R$ 700,00 em média.

Litoral Sul mais caro

Nas cidades do Litoral Sul, como Itanhaém, Peruíbe e Praia Grande, só a diária de um tipo de imóvel baixou na comparação deste feriado de 20 de novembro com o de 15 de novembro do ano passado. Foi a de casas de 3 dormitórios. Em média, a diária sai por R$ 462,00, valor que é 27,01% menor que os R$ 633,00 do ano passado.

Segundo as imobiliárias consultadas pelo CRECISP, a diária de apartamentos de 3 dormitórios aumentou de R$ 350,00 para R$ 500,00 (+ 42,85%); a de apartamentos de 1 dormitório subiu de R$ 150,00 para R$ 200,00 (+ 33,33%); a de casa de 4 dormitórios pulou de R$ 500,00 para R$ 625,00 (+ 25%); a dos apartamentos de 2 dormitórios subiu de R$ 300,00 para R$ 350,00 (+ 16,66%); e a das casas de 2 dormitórios aumentou de R$ 361,00 para R$ 330,00 (+ 4,43%).

Locação por 3 dias

As imobiliárias que o CRECISP consultou estão alugando os imóveis nas 12 cidades do Litoral por período mínimo de um dia e máximo de três dias, tanto casas quanto apartamentos.

O número de ocupantes que os proprietários admitem em seus imóveis é de até 10 para casas de 2 dormitórios, até 15 para as de 3 dormitórios e até 20 para as de 4 dormitórios. Nos apartamentos, o máximo admitido é de até seis pessoas nos de 1 dormitório, até 10 nos de 2 dormitórios, até 15 nos de 3 dormitórios e até 16 nos de 4 dormitórios.

A pesquisa do CRECISP foi feita com 26 imobiliárias das cidades de Ubatuba, Caraguatatuba, São Sebastião, Ilhabela, Bertioga, Santos, São Vicente, Guarujá, Praia Grande, Mongaguá, Itanhaém e Peruíbe.

Colunas

Contraponto