Santos

Nossa preparação não depende de um jogador, diz Godín sobre Salah

O zagueiro evitou concentrar a preocupação do Uruguai para a estreia em apenas um jogador

Comentar
Compartilhar
14 JUN 2018Por Folhapress18h01
Diego Godín será o capitão uruguaio na Copa do MundoFoto: Reprodução/Facebook

Zagueiro e capitão da seleção uruguaia, Diego Godín elogiou Mohamed Salah, mas disse que a preparação de seu país para a Copa do Mundo não depende de apenas um jogador. O atacante egípcio do Liverpool se recupera de uma lesão no ombro, mas foi praticamente confirmado pelo técnico Héctor Cúper para a partida entre as duas seleções, nesta sexta-feira (15), às 9h (de Brasília).

"Estamos nos preparando há muito tempo para a Copa do Mundo, e a nossa preparação não depende de um jogador. [Salah] É um grandíssimo jogador, mas nos preparamos da mesma maneira estando ele ou não. Estamos com a máxima consideração nos preparando há tempo", disse, quando questionado sobre o atacante que se destacou na temporada europeia liderando a campanha do Liverpool até a final da Liga dos Campeões.

Assim, Godín evitou concentrar a preocupação do Uruguai para a estreia em apenas um jogador, e sim em uma seleção que tem recebido elogios por seu conjunto. Tanto que o técnico Oscar Tábarez, também presente na entrevista, respondeu de maneira parecida.

"Ultimamente temos visto que o Egito é a melhor equipe da África, que tem um jogador como Salah que está dentro da elite do futebol mundial. Nós modestamente vamos tratar a controlar todas as virtudes do Egito e impor algumas nossas", explicou.

Uruguai e Egito estão no Grupo A da Copa do Mundo. A chave ainda tem Arábia Saudita e Rússia.

Pergunta inoportuna

Godin ainda se irritou com uma outra pergunta da entrevista relacionada a Salah. Questionado sobre a entrada de Sergio Ramos que provocou a lesão do atacante egípcio durante a final da Liga dos Campeões entre Liverpool e Real Madrid, o uruguaio rebateu com veemência.

"É uma pergunta inoportuna porque não creio na má intenção de ninguém. Vi a jogada e me pareceu com muitas que podem acontecer no futebol. Não me tiraram três dentes? São coisas que acontecem no futebol", disse.

Colunas

Contraponto