Débitos prefeituras

Guerrero fica no banco no último treino da seleção peruana antes da estreia

Ele foi sacado da equipe principal pelo treinador Ricardo Gareca no treino desta quarta-feira (14)

Comentar
Compartilhar
14 JUN 2018Por Folhapress14h15
Ídolo e um dos principais jogadores da equipe peruana, Guerrero era dúvida para a Copa do Mundo até o final de maioFoto: Reprodução/Facebook

O atacante Paolo Guerrero não figurou entre os titulares, nesta quinta (14), no último treino da seleção peruana, na Arena Khimki, antes da estreia contra a Dinamarca no sábado (16) pelo Grupo C. Ele foi sacado da equipe principal pelo treinador Ricardo Gareca.

Ídolo e um dos principais jogadores da equipe peruana, Guerrero era dúvida para a Copa do Mundo até o final de maio, quando conseguiu um efeito suspensivo na Justiça da Suíça contra uma condenação da CAS (Corte Arbitral do Esporte).

O jogador cumpria punição de 14 meses afastado dos gramados por ter traços de benzoilecgonina, um metabólico de coca, na urina após partida contra a Argentina, pelas eliminatórias, em outubro de 2017. A pena retiraria o atacante, de 34 anos, do Mundial, que provavelmente será o único de sua carreira.

O processo dele mobilizou a federação peruana pela presença do atleta na Copa, considerada indispensável.

A defesa do jogador usou todos os recursos que tinha em mãos e contou com o trabalho do bioquímico L.C. Cameron, professor da Unirio (Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro) e uma das referências brasileiras no assunto.

Além disso, o caso sensibilizou os capitães de Dinamarca, França e Austrália, adversários do Peru na fase de grupos, que enviaram carta à CAS pedindo diminuição da pena.

A imprensa do país sul-americano especula que a ausência de Guerrero do time titular seja um blefe para enganar os adversários no Mundial. O Peru enfrenta a Dinamarca no sábado (16), às 13h (Brasília), na Arena Mordovia.

Diário da Copa

RUSSIA 2018
Começou a copa
Acompanhe aqui

Colunas

Contraponto