Entrada da Cidade

Contraponto

  •  

    Benditas ciclovias

    O vereador Manoel Constantino (PSDB) cobrou ações da Prefeitura para conscientizar e disciplinar o uso dos cerca de 20 quilômetros de ciclovias que a cidade possui. Ele não se conforma em observar ciclistas pedalando na faixa de rolamento dos veículos, em ruas com ciclovias. “Não são todos, mas boa parte ainda arrisca a vida e deixa de usar as ciclovias, disputando espaço com carros, caminhões e motocicletas”, afirma Constantino.

  •  

    Pela mulher

    A Câmara de Praia Grande aprovou a proposta de autoria da vereadora Janaina Ballaris Silva (PT) solicitando alterar o dispositivo da Lei que Institui Campanha de Conscientização e de Prevenção dos Abusos Sexuais Contra Mulheres no Transporte Público e em toda a Cidade de Praia Grande. Os estabelecimentos deverão afixar placas contendo o seguinte teor: Violência Contra a Mulher: denuncie disque 180 Central de Atendimento à Mulher.

  •  

    Multa

    O descumprimento da obrigação contida na lei sujeitará o estabelecimento infrator às seguintes penalidades:  advertência ou multa no valor de 900,00 reais (novecentos reais) por infração, dobrada a cada reincidência. Os estabelecimentos para se adaptarem às determinações da Lei terão o prazo de 90 (noventa) dias, a contar da sua publicação.

  •  

    Cidade Educadora?

    Um professor leitor da Contraponto informou que a Secretaria de Educação de Santos alterou a matriz curricular e acabou com as aulas de informática sem qualquer debate na rede. Também, sem qualquer consulta à rede municipal, inseriu no Fundamental I a disciplina Comunicação e Multiletramento, e, no Fundamental II, Investigação e Pesquisa. Onte, a Seduc não contrapôs  a informação. 

  • quinta
    06 de dezembro
  •  

    De muro

    O ex-vereador e atual diretor presidente da Fundação Pró-Esportes de Santos (Fupes), Hugo José Duppre, foi multado pela Fiscalização de Obras da Prefeitura de Santos por irregularidades referentes a construção de um muro de um imóvel de sua propriedade na Avenida General Francisco Glicério.

  •  

    À calçada

    A Fiscalização de Obras também não perdoou o vereador situacionista Braz Antunes Mattos Neto (PSD). Ele foi multado e terá que refazer o passeio fronteiriço ao imóvel situado à Rua Oswaldo Cruz, 441.

  •  

    Guia de Saúde

    Os vereadores de Cubatão aprovaram projeto que institui o guia da saúde pública. A divulgação gratuita de serviços oferecidos por todas as unidades de saúde e Hospital Municipal será realizada nos diversos canais de comunicação (facebook, twitter, instagram e site institucionais da Prefeitura). A matéria, de autoria do vereador Marcinho (PSB), foi aprovada em segunda discussão.

  •  

    Relação

    De acordo com o projeto, que agora segue para a sanção do Executivo, o guia divulgará a relação das unidades de saúde, serviços oferecidos, endereços e telefones, horário de funcionamento, especialidades médicas, especificação dos exames laboratoriais e de imagem oferecidos, medicamentos e tipos de vacinas disponíveis. “A confecção, atualização e distribuição do guia impresso será realizada através de parcerias público-privadas, contratos de cooperação e assemelhados”, ressalta o vereador no projeto aprovado.

  •  

    Cadu de PG

    Esta semana, o vereador Carlos Eduardo Barbosa, o Cadu (PTB), quis confirmar sua fama de ferrenho defensor da causa animal. Cadu apresentou vários projetos que visam inibir maus-tratos. O primeiro quer proibir a realização de rodeios, touradas ou eventos similares; o segundo dispõe sobre a proibição da utilização de veículos de tração animal para uso de transporte de objetos.

  •  

    Ainda Cadu

    O parlamentar de Praia Grande também apresentou projeto que regulamenta a venda e a criação de animais domésticos para fins comerciais e, ainda, outro que dispõe sobre a proibição de fogos de artifício e artefatos pirotécnicos com ruídos sonoros no Município. Os projetos estão sendo analisados pelas comissões da Casa para depois seguirem para votação.

  • quarta
    05 de dezembro
  •  

    Briga em Cubatão

    Cresce nos bastidores da política de Cubatão rumores de uma situação já publicada na Contraponto há 20 dias: a formação de um grupo de parlamentares contra o atual candidato à Presidência da Câmara, Ivan Hildebrando (PSB). Dois parlamentares da base do governo estariam à frente do grupo que acredita que tirará cinco votos do socialista. O levante contra Hildebrando resolveu cacifar o nome de Fábio Alves Moreira, o Roxinho (MDB).

  •  

    Do prefeito

    Ivan Hildebrando é o candidato do prefeito Ademário de Oliveira (PSDB). Sete vereadores, apoiados pelo prefeito, está tentando enfraquecer o grupo, mandando por água abaixo a possível vitória de Roxinho.  A disputa pela cadeira de presidente da Cãmara de Cubatão promete causar embaraços que podem desgastar o Executivo. 

  •  

    Três orçamentos

    O anúncio da Prefeitura de Santos em gastar quase R$ 600 mil (R$ 592.038,88) para refazer 460 metros de muro do cemitério que desabou no último feriado deve dar mais “pano para manga”. A Contraponto obteve a informação que um vereador já tem em mãos três orçamentos de empresas que apresentaram valores bem abaixo do apresentado pela Administração.

  •  

    Perito

    Esse mesmo parlamentar também foi buscar um perito que, segundo ele, após análise do orçamento apresentado pela empresa Engeterpa, vencedora da licitação, constatou que o valor da obra chegaria, no máximo e com boa folga, a R$ 390 mil. Vale lembrar que pelo atual valor, o metro da obra custará R$ 1.286,00, causando indignação nas redes sociais e na Câmara. A obra tem prazo de oito meses para ser entregue.

  •  

    Devolveu

    A Câmara de São Vicente entregou um cheque no valor de R$ 2,5 milhões à Prefeitura referentes à sobra do duodécimo deste ano. Na semana passada, o Legislativo já havia devolvido R$ 1 milhão aos cofres da cidade. Somados, os repasses ao Município totalizam R$ 3,5 milhões. O montante é fruto de medidas de economia adotadas pela Casa no decorrer do ano.

  •  

    Eficiência

    “Nós optamos por uma gestão eficiente, baseada na austeridade. Ano passado conseguimos devolver quase R$ 5 milhões e, agora, mais R$ 3,5 milhões. Ainda estamos fechando algumas contas, mas acredito que ainda podemos repassar mais uma quantia ainda este ano”, comenta o presidente da Câmara, Wilson Cardoso (PSB), na foto com o prefeito Pedro Gouvêa (MDB).

  • terça
    04 de dezembro
  •  

    Stanislau avisou

    Uma pequena pesquisa realizada na Câmara de Santos mostra que o médico e ex-vereador Evaldo Stanislau (Rede) já estava atento em relação a falta de conservação dos muros do Cemitério da Areia Branca, lado da Rua Tomoichi Kobushi. Em 2016, o então parlamentar apresentou um indicação explicando que o estado do muro e de todo entorno do cemitério “estava lamentável e com risco de queda”.

  •  

    Vale lembrar

    Que a Administração vai gastar quase R$ 600 mil (R$ 592.038,88) para refazer 460 metros de muro do cemitério que desabou no último feriado. O metro da obra custará R$ 1.286,00 e foi assunto nas redes sociais e na Câmara. A obra tem prazo de oito meses para ser entregue pela Engeterpa, empreiteira responsável pelos trabalhos.

  •  

    Indenização

    Ainda sobre o muro, o vereador Sérgio Santana (PR) apresentou uma indicação solicitando providências ao Executivo, sobre à perpetuação de ossuários para as famílias que tiveram que exumar seus entes devido ao desabamento do muro. “É comovente a situação do ocorrido, tenho certeza que a Prefeitura está fazendo sua parte mas acredito que as soluções devem ser pensadas de maneira cautelosa, como se fosse uma indenização’’, disse Santana, que em julho apresentou em Plenário um requerimento que cobrava sustentação no entorno do cemitério, pois algumas denúncias de munícipes já previam a necessidade de assistência no local.

  •  

    Cubatão

    Vereadores aprovaram, por unanimidade, o pedido de abertura da Comissão Especial de Inquérito (CEI) que investigará possíveis irregularidades na execução da reforma e na contratação de empregados relativos à restauração da Praça Frei Damião, na Vila Nova. A iniciativa, de autoria do vereador Dr. Anderson Veterinário (PRB), cobra explicações da secretaria de Obras a respeito dos pagamentos dos funcionários e o andamento das obras no local.

Colunas

Contraponto