19h : 53min

Conheça o
Caderno + DL

Ler

Assine o Jornal por R$8
por mês no plano atual

AssineLer Jornal

Contraponto

  •  

    Mandou recado

    Ontem, durante a reunião do Conselho de Desenvolvimento da Baixada Santista (Condesb), que abordou o tema ‘geração de empregos’ na região, o prefeito de Praia Grande e presidente do órgão Alberto Mourão fez questão de mandar recado. “Não me deem trabalho se não querem que eu trabalhe. Em algum momento eu me afastei do Condesb e do meu próprio partido por entender que a vida pública precisa ser pulsante e isso não estava acontecendo”, palavras com as quais abriu a reunião da tarde.

  •  

    Nem os peessedebistas

    Não se sabe bem para quem foi o recado, mas fato é que o único prefeito presente à reunião foi Ademário Oliveira. Pela manhã, a equipe se reuniu em Cubatão, e contou com a presença do chefe do Executivo da cidade. Já na parte da tarde, o encontro foi na sede da Agem, em Santos, quando nenhum prefeito apareceu.

  •  

    Hoje com os patrões

    O encontro de hoje, que mantém a pauta dos empregos, será às 9 horas, com representantes dos sindicatos patronais, empresários e centros de pesquisas, na Ciesp, em Cubatão.

  •  

    Frente de Trabalho

    A Câmara de Guarujá aprovou por unanimidade, na sessão da última semana, o Projeto de Lei 105/2017, que reduz, de 12 meses para três meses, o critério de tempo de desemprego para recrutamento de trabalhadores nas frentes de trabalho da Prefeitura.

  •  

    Quatro vezes

    O texto, de autoria do vereador José Nilton Doidão (PPS), revoga os efeitos do Inciso II do Art. 4 da Lei Municipal 3.314/06 (que institui o Programa Feliz Cidade Auxílio Desemprego), diminuindo em quatro vezes o período de carência para acesso ao programa.

  •  

    Dividida

    A solenidade da entrega do título de cidadão emérito de Santos, conferido ao ministro do Supremo Tribunal Federal Alexandre de Moraes, não unificou os vereadores santistas. Dos 21 parlamentares, 12 compareceram ao evento, apesar do reforço do convite feito dias antes pelo autor da honraria, Ademir Pestana (PSDB).

  •  

    Faltosos

    Não estiveram presentes Antonio Carlos Banha Joaquim (PMDB), Fabrício Cardoso (PSB), Benedito Furtado (PSB), Zequinha Teixeira (PSD), Telma de Souza (PT), Chico Nogueira (PT), Audrey Kleys (PP), Sergio Santana (PR) e Kenny Mendes (PSDB).

  •  

    Fiscalizando

    Alguns vereadores chegaram a ser vistos na Câmara de Santos antes do ministro do STF chegara ao Legislativo, mas não apareceram no plenário. Fabrício Cardoso utilizou as redes sociais para mostrar que, enquanto a sessão solene acontecia, ele tinha ido fiscalizar um imóvel na Rua Constituição que foi alugado pela Prefeitura para o funcionamento de uma unidade do programa Farmácia Popular, mesmo após o Ministério da Saúde anunciar o fechamento das unidades.

  • Terça
    22 de Agosto
  •  

    Sessão cancelada

    O presidente da Câmara de Santos, Adílson Júnior (PTB), cancelou a 46ª Sessão Ordinária, que seria realizada ontem, às 18 horas. O vereador tomou essa decisão em homenagem ao ex-vereador e ex-presidente do Legislativo Marivaldo Aggio, falecido no último sábado, aos 78 anos.

     

  •  

    Regimento prevê

    A decisão está prevista no artigo 117 do Regimento Interno da Câmara de Santos. O parágrafo único do artigo define que “em circunstâncias especiais, poderá o Presidente cancelar, previamente, a realização da sessão ordinária, dando ciência aos Vereadores de sua decisão”.

     

  • Segunda
    21 de Agosto
  •  

    Na era digital

    O prefeito de Cubatão Ademário Oliveira assina hoje o convênio Seja Digital. A finalidade do documento é promover a distribuição à comunidade carente da cidade dos equipamentos conversores de sinal digital de televisão.

  •  

    Na era digital II

    O evento acontece nesta segunda-feira, as 8h30, no gabinete do prefeito (Paço Municipal, Praça dos Emancipadores, s/nº, no Centro de Cubatão). Também estará presente ao ato o secretário municipal de Assistência Social, Sebastião Ribeiro do Nascimento (Zumbi).

  • Domingo
    20 de Agosto
  •  

    Quase R$ 5,00

    Quem tem por hábito utilizar o transporte seletivo, em Santos, pode preparar os bolsos. A partir desta segunda-feira, a tarifa será reajustada dos atuais R$ 3,90 para R$ 4,95.

  •  

    Bondes também

    Além do seletivo, também a Linha Conheça Santos passará de R$ 12,00 para R$ 15,00. E mais, com bilhete da Linha Turística do Bonde não foi diferente: passa de R$ 6,50 para R$ 7,00.

  •  

    Justificativa

    A prefeitura justifica que a tarifas do seletivo e da Linha Conheça Santos estavam congeladas há mais de dois anos e oito meses. Difícil mesmo será justificar o peso desse aumento no bolso do usuário.

  • Sábado
    19 de Agosto
  •  

    Prioridade na restituição

    Boa notícia para os professores. A Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania da Câmara dos Deputados aprovou nesta semana, Projeto de Lei, do Senado, que concede aos professores prioridade no recebimento da restituição do Imposto de Renda. A aprovação ocorreu em caráter conclusivo.

  •  

    Bem adiantado

    O projeto agora segue para a sanção presidencial, caso não haja recurso para apreciação em Plenário. A proposta acrescenta dispositivo à lei que já regulamenta o Imposto de renda, para determinar que terão prioridade no recebimento da restituição do IR, logo após os idosos, os contribuintes cuja maior fonte de renda seja o magistério.

  • Sexta
    18 de Agosto
  •  

    O palito

    A Câmara aprovou um projeto de lei complementar, de autoria do vereador Kenny Mendes (PSDB), que proíbe sacolas plásticas não biodegradáveis e/ou utilizar canudos ou palitos de dentes descartáveis revestidos de material plástico não biodegradáveis por ambulantes na faixa arenosa das praias. Mas o termo “palito de dentes” incomodou Braz Antunes (PSD).

  •  

    Explica-se

    “Esse termo deixa os dentistas arrepiados. Na realidade, não existe palito de dente até porque o palito não é feito de dente”, explicou Braz, que é odontologista e explicou que o correto é palito de madeira. O parlamentar ainda explicou que o palito é para beliscar petiscos e não para palitar dentes. Além disso, Braz destacou que o uso dele pode machucar a gengiva, podendo desprender bactérias e resultar em endocardite bacteriana.

  •  

    Tenho horror

    Telma de Souza (PT) também se posicionou sobre o tema. “Eu tenho horror de quem palita os dentes na mesa. Para mim a pessoa, ao invés de ir ao banheiro escovar os dentes, escova ali na sua frente. Toda vez que vejo alguém assim, eu dou um jeitinho de ir embora”, comentou a petista.

Colunas

Contraponto