Contraponto

  •  

    Trabalho e família

    O deputado Marcelo Squassoni (PRB) disse ontem que não pretende assumir cargos públicos em 2019, mas reconhece que continuará fazendo política. “Embora esteja sendo sondado, prefiro me dedicar este ano a minha empresa e minha família. Vou me reciclar, estudar e me preparar para 2020. Mas, confesso que continuarei participando de ações políticas do meu partido e outras visando benefícios à região”, disse o parlamentar, que descartou qualquer pretensão em relação à Superintendência do Patrimônio da União em São Paulo (SPU/SP), que é chefiada por Robson Tuma.  

  •  

    Quebra de sigilo

    Apoiadora do presidente Jair Bolsonaro (PS) e uma das autoras do pedido de impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff (PT), a deputada estadual Janaina Paschoal (PSL-SP) está sugerindo a quebra do sigilo na investigação de movimentações bancárias suspeitas do deputado estadual e senador eleito Flávio Bolsonaro (PSL-RJ). “Defendo que seja derrubado sigilo, para que possamos compreender a totalidade”, disse a parlamentar, que é advogada, ao Blog do Paulo Sampaio.

  •  

    Será que Coimbra também?

    Basta saber se a postura da deputada deve ser compartilhada por seu companheiro de bancada, o deputado Matheus Coimbra Martins de Aguiar, o Tenente Coimbra (PSL), que é um dos articuladores para que Janaina seja a presidente da Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo (Alesp). “A função de presidente da casa é importantíssima para o desenvolvimento do legislativo. A Janaina já demonstrou que tem capacidade técnica e os valores necessários para tal função”, acredita o novo parlamentar.

  •  

    171

    “O número é intrigante”, afirma um colaborador da Contraponto, sobre número da lei (171/2018), aprovada pela Câmara de Guarujá, que autoriza o 13º salário e abono de férias aos parlamentares da Casa a partir de 2021. Para a medida, que é legal mas causa controvérsias, valer, precisa da sanção do prefeito Válter Suman (PSB). O prazo é amanhã. Se for sancionada, abrirá uma brecha na Baixada inteira, inclusive em Santos, onde se ventila a possibilidade.  A matéria ganhando repercussão negativa na Imprensa e redes sociais.  

  •  

    Lembrando

    Vale a pena lembrar que, ano passado, a Câmara de Guarujá aprovou um projeto de lei inconstitucional que proibia práticas de mendicâncias e de atividades de malabarismos com facas e fogo nos cruzamentos e semáforos. De autoria do vereador Pastor Sargento Marcos (PSB), a proposta foi questionada pelo promotor Gustavo Roberto Costa e o defensor público Alberto Zorigian Gançalves Souza, que recomendaram veto a Suman, que não teve dúvidas em impedir o devaneio legislativo na Pérola do Atlântico.  

  • terça
    22 de janeiro
  •  

    O Tenente e a Janaina

    O Deputado Matheus Coimbra Martins de Aguiar, o Tenente Coimbra (PSL) é um dos articuladores para que a advogada Janaina Pascoal seja a presidente da Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo (Alesp). O partido PSL do presidente Jair Bolsonaro decidiu sua nova liderança para bancada, o Deputado Estadual, Gil Diniz. “A função de presidente da casa é importantíssima para o desenvolvimento do legislativo. A Janaina já demonstrou que tem capacidade técnica e os valores necessários para tal função, acredita o novo parlamentar.

  •  

    Repúdio a Dória

    O presidente do Sindicato dos Estivadores de Santos, São Vicente, Guarujá e Cubatão (Sindestiva), Rodnei Oliveira da Silva, o Nei da Estiva, encaminhou ao governador de São Paulo, João Dória Junior, uma carta de repúdio ao posicionamento do Governo Estadual sobre a privatização do Porto de Santos. “Como trabalhadores, defendemos a regionalização do Porto, onde o Município seria o principal gestor, com a participação de todos os envolvidos, empresários e trabalhadores através de um Conselho Municipal de Gestão Portuária”, afirma.

  •  

    Squassoni e o SPU

    Superintendência do Patrimônio da União em São Paulo (SPU/SP) é chefiada por Robson Tuma, que se equilibra para se manter no posto. No entanto, a coluna ficou sabendo que o ex-deputado federal Marcelo Squassoni (PRB) está na cola do cargo, caso Tuma resolva partir para novos desafios. A responsabilidade pela administração dos prédios federais em São Paulo é cota do PRB, a quem coube a indicação de Tuma, que é unha e carne com o deputado Celso Russomanno, eleito pela 6ª vez em São Paulo.

  •  

    Cubatão 2019

    Deve cair no colo do vereador Fábio Alves Moreira (MDB), o Roxinho, novo presidente da Câmara de Cubatão, os tês projetos que foram rejeitados no Legislativo ano passado – o que permite a contratação de professores temporários e o que autoriza a venda de um terreno e da Caixa de Previdência. O pedido de pautação de urgência é do prefeito Ademário de Oliveira (PSDB).

  •  

    Roxinho

    Afirma que foram dois anos de economizando, mas agora o prefeito precisa acelerar. “O Hospital Municipal foi reaberto, mas precisa funcionar plenamente para a população. Não podemos mais conviver com atrasos na distribuição de uniforme e material escolar, além da falta de vagas nas creches municipais. Outra questão importante que deve concentrar nossos esforços no Legislativo é o Plano Diretor, que já tem vinte anos. Além disso, precisamos retomar a discussão do plano de cargos e salários dos servidores”, lembra. 

  • sexta
    18 de janeiro
  •  

    Janaina sendo...

    Por intermédio de seu perfil no Facebook, a vereadora de Praia Grande, Janaina Ballaris (PT), resolveu ironizar uma das declarações da ministra da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, Damares Alves, que em um vídeo resolveu atacar feministas alegando que elas não gostam de homens porque são feias. “Aceitei o desafio ‘dazamigas’ e vou mostrar para a ministra Damares como uma feminista é feia. Ela nos chamou de feias. Vamos exibir a feiura.  Cadê minhas amigas feministas. Quero ver vocês. Até tento parar de zoar, mas todo dia tem uma novidade. Desculpa, Damares, você não me representa!”, publicou a vereadora, exibindo a imagem acima.

  •  

    ...Janaina

    Muitas mulheres postaram fotos e fizeram comentários. No entanto, uma seguidora da parlamentar disparou: Você representa quem? Janaina não pensou duas vezes ao dar a resposta: “acho que as 3.545 pessoas que votaram em mim para reeleição e todos os que gostam do trabalho que eu faço! E você, flor?”.

  •  

    Azarada

    A advogada e ex-candidata a prefeita de Santos pelo PSOL, Débora Camilo, resolveu também utilizar seu perfil para ironizar o transporte público que, recentemente, foi reajustado em R$ 0,25, passando de R$ 4,05 para R$ 4,30 por viagem. “A Prefeitura de Santos afirma que 75% da frota de ônibus possui ar condicionado. Azarada que sou, hoje, só peguei os do 25% sem ar”, escreveu. 

  •  

    Andressa na luta

    A vereadora Guarujaense Andressa Sales (PSB) também está usando bem o seu perfil, durante o recesso. “Participei da entrega dos 230 novos títulos de legitimação fundiária, no Morrinhos III, do Programa Cidade Legal, do Governo do Estado. Essa que é uma de minhas principais bandeiras, a luta pela regularização fundiária em nosso município”, postou.

  •  

    Mudar isso aí

    O deputado estadual e senador eleito Flávio Bolsonaro obteve ontem uma liminar do Supremo Tribunal Federal (STF) para suspender as investigações sobre as movimentações atípicas envolvendo Fabrício Queiroz, ex-assessor de seu gabinete. Na reclamação feita ao Supremo, Flávio argumentou que deveria ser processado no STF pelo fato de que assumirá o mandato no Senado em poucos dias.  

     

  •  

    Fux

    A decisão foi do ministro Luiz Fux, que entendeu que cabe ao relator sorteado no STF, ministro Marco Aurélio Mello, decidir em que foro o caso deve prosseguir. O caso corre em sigilo. Vale a pena lembrar que o motorista Fabrício Queiroz postou um polêmico vídeo nas redes sociais dançando com amigas no leito do hospital.

  • quinta
    17 de janeiro
  •  

    O escolhido

    O pedido do vereador Ademir Pestana (PSDB) para deixar a liderança do Governo Paulo Alexandre Barbosa, na Câmara de Santos, não teria qualquer relação com uma postura de abrir espaço para outro parlamentar exercer a função e, muito menos, cumprimento de missão. Na verdade, segundo informações extraoficiais obtidas pela Contraponto, o prefeito já teria escolhido Adilson Júnior (PTB) como novo porta voz do governo, o que contrariou Pestana que almejava continuar liderando. Vale ressaltar que Adilson Júnior deverá assumir a liderança para fazer um contraponto ao Rui De Rosis (MDB) que levou a presidência da Casa quando o escolhido pelo prefeito seria Sérgio Santana (PR).

  •  

    Asas de fora

    Se o nome de Júnior se confirmar nos próximos dias, a decisão do chefe do Executivo pode aumentar ainda mais a divisão a qual se encontra o partido. Vale lembrar que, recentemente, alguns tucanos começaram a colocar as asas de fora, como Bruno Orlandi, que apontou um dado questionável sobre o orçamento de Santos para este ano, apresentado pelo Governo.

  •  

    11 milhões

    Segundo Orlandi, pastas importantes como Segurança e Esportes receberão cerca de R$ 3 milhões. De acordo com o parlamentar, o valor é quase um terço do montante que será destinado à Comunicação, mais de R$ 11 milhões no mesmo período. “Mais importante que divulgar, é realizar”, disparou o parlamentar.

  •  

    É cedo

    O secretário de Governo, Rogério Santos, disse esta semana que não se considera escolhido pelo prefeito para substituí-lo em 2021. “Tanto eu como o secretário de Saúde, Fábio Ferraz, estamos empenhados em colaborar com a Administração e não com as eleições”, disse Santos. Ferraz seria outro nome que estaria na preferência de Barbosa para ocupar o Palácio José Bonifácio, apesar de comandar uma pasta delicada, pois requer não só atuação técnica como, também, política.

Colunas

Contraponto