Diário do Litoral

Santos, 01 de agosto de 2014

Especiais

Notícias

06 de dezembro de 2013 às 13h03

Guarujá está credenciado e é pré-selecionado para formar profissionais de Medicina

O Governo Federal escolheu Guarujá e mais 41 municípios que poderão abrigar novos cursos de medicina viabilizados por instituições privadas

Assessoria de Comunicação

Após ser beneficiada pelo Programa Mais Médicos do Governo Federal, com a vinda de médicos estrangeiros para atuarem nas unidades de saúde da Cidade, Guarujá poderá se tornar um novo pólo de formação para futuros profissionais. Nesta semana, a chefe do Executivo recebeu a informação de que Guarujá foi pré-selecionada pelo Ministério da Educação (MEC), para implantar novos cursos de graduação em Medicina. Esta é uma conquista após reivindicação da chefe do Executivo e articulação conjunta das Secretarias municipais de Saúde e Educação.

A Cidade faz parte de um universo de 42 municípios pré-selecionados pelo Governo Federal, por meio do Programa Mais Médicos. A criação dos novos cursos de Medicina será viabilizada por instituições particulares de ensino superior. Na Baixada Santista, além da Pérola do Atlântico, o município de Cubatão também foi contemplado.

Para se credenciar no programa, Guarujá se uniu à Bertioga no número de leitos, a fim de somar a promoção da Cidade, e em conseqüência, na Região. A expectativa do Município é de que os novos cursos estimulem a formação de novos médicos contribuindo ainda para resolução de um dos maiores problemas do País na área da saúde, que a falta destes profissionais.

A secretária de Educação da Cidade lembrou que neste ano ela e a chefe do Executivo estiveram em Brasília e discutiram o assunto. “Fomos ao MEC e conversamos com o Ministro Aloisio Mercadante que é sensível às nossas necessidades. E através da parceria que estabelecemos com Bertioga, vamos poder permitir que os residentes utilizem as unidades das duas cidades enquanto fazem a graduação”.

Na avaliação do secretário Municipal de Saúde, não só Guarujá mas todo o País ganha com a medida. “A partir da ampliação dos cursos vamos ter um número maior de médicos atuando, e conseqüentemente, a tendência é de que estes profissionais permaneçam na cidade, o que vai ajudar na territorialização da assistência. Além disso, o currículo dos cursos tende a estar focado na atenção primária”.

A meta do Governo Federal é criar em todo o País, 11.447 vagas de graduação em Medicina e mais de 12 mil vagas em residência médica, até 2018. Para isso, o MEC vai autorizar e incentivar novos cursos de Medicina, por parte de instituições privadas. Serão contempladas apenas as cidades que ainda não contam com formação de medicina, mas que dispõem de infraestrutura para tal implantação. Além disso, o Ministério da Educação também estará responsável por habilitar os municípios pré-selecionados.

Assinada pelo ministro da Educação, Aloizio Mercadante, a portaria 646 determina que na segunda etapa do processo, estes municípios receberão visita da comissão de especialista para verificação da estrutura de equipamentos públicos e programas de saúde existentes. A terceira etapa será a análise de projeto de melhoria destes equipamentos.

Para ser selecionado, o município deve obrigatoriamente: ter no mínimo 70 mil habitantes, não ser uma capital e não ter curso de medicina em seu território. O resultado final será divulgado no dia 18 de dezembro.

Confira a relação de municípios pré-selecionados:

Bahia: Alagoinhas, Eunápolis, Guanambi, Itabuna, Jacobina e Juazeiro

Ceará: Crato

Espírito Santo: Cachoeiro de Itapemirim

Goiás: Aparecida de Goiânia

Maranhão: Bacabal

Minas Gerais: Muriaé, Passos, Poços de Caldas e Sete Lagoas

Pará: Ananindeua e Tucuruí

Pernambuco: Jaboatão dos Guararapes

Piauí: Picos

Paraná: Campo Mourão, Guarapuava e Umuarama

Rio de Janeiro: Três Rios

Rio Grande do Sul: Erechim, Ijuí, Novo Hamburgo e São Leopoldo

São Paulo: Araçatuba, Araras, Assis, Bauru, Cubatão, Guarujá, Indaiatuba, Jaú, Limeira, Mauá, Osasco, Pindamonhangaba, Piracicaba, Rio Claro, São Bernardo do Campo e São José dos Campos.

A responsabilidade desta matéria é da prefeitura de Guarujá.

Para ler mais notícias, curta a página do Diário do Litoral no Facebook, siga nosso Twitter ou adicione ao Google+

Comentar agora
imprimir enviar por e-mail

Link  

Enviar e-mail





comentários Comentários

Para poder comentar, você precisa estar logado.

Ou então, clique no botão abaixo para se cadastrar.

Cadastre-se

termos de uso

Colunistas do Diário do Litoral