Banner gripe

Leia deu a Carrie Fisher a força que a tornou uma lenda do cinema

A atriz ganhou fama internacional ao interpretar a Princesa Leia na Saga Star Wars e seu retorno em O Despertar da Força, em 2015, emocionou fãs em todo o mundo

Comentar
Compartilhar
27 DEZ 2016Por Bárbara Farias19h18
Carrie Fisher ganhou fama internacional com a Princesa LeiaFoto: Divulgação

Vestida com uma túnica branca, com dois coques estranhos na cabeça, sem dar nenhum sorriso e com olhos castanhos expressivos, ela conquistou gerações de fãs desde a década de 1980, que ainda hoje se emocionam ao vê-la na telona, em seu retorno à saga Star Wars.

A princesa Leia deu a Carrie Fisher a força que a tornou uma lenda do cinema e a eternizou nos corações de seus admiradores. Infelizmente, o coração da atriz e escritora não resistiu à parada sofrida no último dia 23 durante um voo e ela morreu nesta terça-feira (27) aos 60 anos de idade.

Carrie retornava de Londres, na Inglaterra, a Los Angeles, nos Estados Unidos, na sexta-feira passada, quando sofreu a parada cardiorrespiratória no avião. Ela foi levada por paramédicos para um hospital de Los Angeles após o avião pousar no aeroporto LAX. Na Inglaterra, Carrie participou das filmagens da série “Catastrophe” e promoveu o livro de memórias “The Princess Diarist”.     

Comunicado da família, divulgado pela revista People, diz que a atriz morreu às 8h55 (horário local) desta terça-feira (27). "É com uma tristeza muito profunda que Billie Lourd (sua filha) confirma que sua amada mãe Carrie Fisher faleceu às 8h55 desta manhã. Ela era amada pelo mundo e sua falta será sentida profundamente. Toda nossa família agradece pelos pensamentos e orações", informa o comunicado.

A atriz ganhou fama internacional ao interpretar a princesa Leia, em “Guerra nas Estrelas: Uma Nova Esperança” (Episódio IV, de 1977), de George Lucas. Ela atuou em quatro dos sete episódios da franquia Star Wars. Os demais filmes foram “Guerra nas Estrelas: O Império contra-ataca” (1980), “Guerra das Estrelas: O Retorno de Jedi” (1983), e “Star Wars: O Despertar da Força” (2015).

Carrie estava cotada para o elenco de Star Wars: Episódio VIII, que tem estreia prevista para 17 de dezembro de 2017 e, talvez, em sua memória, a personagem seja preservada no filme. Novamente, ela interpretaria a General Leia, como em “O Despertar da Força”.

Já o mais novo lançamento, “Rogue Onde: Uma História Star Wars”, traz uma aparição de Leia. O filme estreou no último dia 15 de dezembro.

A mãe da atriz, a também atriz Debbie Reynolds (“Cantando na Chuva”) chegou a postar em sua conta no Twitter, no último domingo (25), que o quadro de saúde de Carrie era estável. “A condição de Carrie é estável”. Debbie ainda agradeceu ao apoio dos fãs. “A todos os seus fãs e amigos, agradeço as orações e bons desejos”.

“Carrie tem um lugar muito especial no coração de todos na Lucasfilm. É difícil imaginar o mundo sem ela. Ela foi a Princesa Leia para o mundo, mas também uma amiga muito especial para todos nós. Ela tinha um espírito indomável, uma sagacidade incrível e um grande coração. Carrie também definiu a heroína feminina da nossa época, há mais de uma geração. Seu revolucionário papel como Princesa Leia inspirou o poder e confiança em mulheres do mundo todo. Sentiremos muito sua falta”, declarou a produtora executiva de filmes Kathleen Kennedy. A declaração de uma das maiores produtoras da indústria cinematográfica foi postada na página oficial Star Wars no Facebook.

(Com informações de Estadão Conteúdo)

Diário da Copa

RUSSIA 2018
Faltam
dias para a Copa

Colunas

Contraponto