Santos

Globo de Ouro 2018: uma noite de surpresas, protesto e homenagens

Veja a lista completa dos premiados do ano no cinema e na televisão dos Estados Unidos

Comentar
Compartilhar
08 JAN 2018Por Bárbara Farias14h31
Premiada com o Cecil B. DeMille, Oprah Winfrey fez discurso histórico no Globo de OuroFoto: Reprodução/Frame

A temporada de premiações do cinema e da televisão nos Estados Unidos iniciou com um protesto em massa contra o assédio sexual. No 75º Globo de Ouro, realizado na noite de domingo (7), quase todos os presentes, atrizes, atores, diretores, produtores entre outros, vestiram preto. A noite, que teve entre outros momentos emocionantes, o discurso de Oprah Winfrey, entrou para a história do Globo de Ouro e da comunidade cinematográfica como um todo.  

O protesto foi mobilizado por atrizes como Reese Whiterspoon e Kerry Washington nas redes sociais, que convidaram as colegas a vestirem preto na cerimônia do Globo de Ouro, o que teve adesão quase unânime.

As denúncias de assédio sexual envolvendo o produtor Harvey Weinstein, um dos maiores magnatas da indústria cinematográfica, provocou uma reação em massa na comunidade, que realiza a campanha “Time's Up” (O tempo acabou)pelo fim dos abusos no meio e para incentivar as vítimas a não se calarem com medo de represálias.

Um dos momentos mais marcantes da festa foi o discurso de Oprah Winfrey, premiada com o Cecil B. DeMille, concedido pelo conjunto da obra. Emocionada, Oprah mencionou Sidney Poitier, o primeiro ator negro a ganhar um Oscar e o Cecil, o que a inspirou, ainda criança, a lutar para chegar aonde quisesse. Ontem, Oprah, uma das mulheres mais influentes, dos Estados Unidos, foi a primeira mulher negra a ganhar o Cecil. Em seu discurso, ela disse que espera que outras meninas, assim como ela foi, se inspirem a ir à luta, vendo ela receber este prêmio.

Ainda sobre o empoderamento feminino, Oprah encorajou as mulheres a não se intimidarem e nem se calarem se sofrerem abusos e assédio sexual destacando a campanha liderada pelas mulheres “Time's Up” ("O tempo acabou”).    

Não menos importante que os protestos foram as premiações da noite para o cinema e para a televisão. Em cinema, o prêmio de Melhor Filme de Drama foi para “Três Anúncios para um Crime”, já o de Melhor Filme de Comédia/Musical foi para “Lady Bird: É Hora de Voar”.

Guilhermo Del Toro levou o Globo de Ouro de Melhor Diretor pelo filme “A Forma da Água”. O prêmio de Melhor Ator de Drama foi para Gary Oldman (“O Destino de Uma Nação”). James Franco venceu como Melhor Ator de Comédia ou Musical (“O Artista do Desastre”). Já entre as atrizes, foram premiadas Frances McDormand, na categoria Melhor Atriz de Drama, por “Três Anúncios para um Crime”, e Saorsie Ronan, na categoria Melhor atriz de Comédia ou musical, por “Lady Bird: É Hora de Voar”. Veja a lista de todos os premiados a seguir.

Outro momento marcante na festa do Globo de Ouro foi a aparição surpresa de Kirk Douglas, que entrou no palco acompanhado de sua nora, a atriz Catherine Zeta-Jones. Aos 101 anos de idade, Kirk foi ovacionado pelos presentes.

Aparição surpressa de Kirk Douglas, aos 101 anos, marcou a festa do Globo de Ouro (Reprodução/Frame)

Cinema

 Melhor Filme de Drama: Três Anúncios para um Crime

Melhor Filme de Comédia ou Musical: Lady Bird: É Hora de Voar

Melhor Diretor: Guillermo Del Toro – A Forma da Água

Melhor Ator – drama: Gary Oldman – O Destino de uma Nação

Melhor Ator – comédia ou musical: James Franco – O Artista do Desastre

Melhor Atriz – drama: Frances McDormand – Três Anúncios para um Crime

Melhor Atriz – comédia ou musical: Saorsie Ronan – Lady Bird: É Hora de Voar

Melhor Ator coadjuvante: Sam Rockwell – Três Anúncios para um Crime

Melhor Atriz Coadjuvante: Alisson Jenney – Eu, Tonya

Melhor Roteiro: Três Anúncios para um Crime

Melhor Trilha sonora: A Forma da Água

Melhor Canção Original: This is Me – O Rei do Show

Melhor Animação: Viva: A Vida É uma Festa

Melhor Filme Estrangeiro: Em Pedaços (Alemanha/França)

 

Televisão

Melhor Série de Drama: The Handmaid’s Tale

Melhor Série de Comédia: The Marvelous Mrs. Maisel

Melhor Minissérie ou Filme para TV: Big Little Lies

Ator em Série de Drama: Sterling K. Brown – This is Us

Ator em Série de Comédia: Aziz Ansari – Master of None

Atriz em Série de Drama: Elisabeth Moss – The Handmaid’s Tale

Atriz em Série de Comédia ou Musical: Rachel Brosnahan – The Marvelous Mrs. Maisel

Ator em Minissérie ou Filme para TV: Ewan McGregor – Fargo

Atriz em Minissérie ou Filme para TV: Nicole Kidman – Big Little Lies

Ator Coadjuvante em TV: Alexander Skarsgard – Big Little Lies

Atriz Coadjuvante em TV: Laura Dern – Big Little Lies

 

Colunas

Contraponto