PL quer isentar taxista e pessoas com deficiência do IPI de híbridos e elétricos

O texto do Projeto de Lei (PL) também libera o financiamento desses veículos do Imposto sobe Operações Financeiras (IOF).

Comentar
Compartilhar
03 FEV 2018Por Estadão Conteúdo18h29
A PL só visa, no momento, veículos híbridos ou elétricos.Foto: Divulgação/Fotos Públicas

Taxistas e pessoas com deficiência podem ficar isentas do Imposto Sobre Produtos Industrializados (IPI) para carros híbridos e elétricos. Em tramitação na Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) do Senado Federal, o texto do Projeto de Lei (PL) também libera o financiamento desses veículos do Imposto sobe Operações Financeiras (IOF). Se aprovado, o PLS 780/2015, de autoria do senador Jorge Viana (PT-AC), será encaminhado para a Câmara dos Deputados.

Viana argumenta que, além de beneficiar taxistas e pessoas com deficiência, o projeto visa estimular o segmento de híbridos e elétricos. "Faltam incentivos para impulsionar a aquisição e a e a fabricação desses veículos no Brasil". Para o senador, a concessão de isenções a taxistas também é uma forma de ampliar a divulgação a toda a população sobre esses carros.

Atualmente, ainda há poucas opções de veículos híbridos e elétricos no mercado brasileiro. Algumas alternativas hoje são o Toyota Prius (vendido por R$ 126,6 mil) e o Ford Fusion Hybrid (R$ 160,9 mil). A BMW comercializa o compacto i3, por R$ 159 950, e o i8, esportivo híbrido plug-in, por R$ 799.950. Há ainda o Lexus CT, modelo da divisão de carros de luxo da Toyota, vendido no País por R$ 135.750.

Diário da Copa

RUSSIA 2018
Faltam
dias para a Copa

Colunas

Contraponto