07h : 29min

Conheça o
Caderno + DL

Ler

Assine o Jornal por R$8
por mês no plano atual

AssineLer Jornal

Morre aos 63 anos o jornalista Jorge Bastos Moreno

Moreno morreu por volta da 1h no Hospital Pró-cardíaco, na zona sul da cidade, em decorrência de um edema de pulmão causado por complicações cardiovasculares

Comentar
Compartilhar
14 JUN 2017Por Folhapress10h33

O jornalista Jorge Bastos Moreno, 63, colunista do jornal "O Globo", morreu na madrugada desta desta quarta-feira (14), no Rio. Ele era um dos mais conhecidos repórteres políticos do Brasil.

Moreno morreu por volta da 1h no Hospital Pró-cardíaco, na zona sul da cidade, em decorrência de um edema de pulmão causado por complicações cardiovasculares, segundo informações da rádio "CBN".

O jornalista também apresentava os programas "Moreno no Rádio", na "CBN", e "Preto no Branco", no "Canal Brasil".

O presidente Michel Temer lamentou nesta quarta (14) a morte do jornalista. Em nota, o peemedebista o chamou de amigo e lembrou que conviveu com ele por 30 anos. Segundo o presidente, o jornalismo brasileiro "perdeu uma de suas maiores referências".

"Arguto observador, irônico com maestria, crítico ferino, insistente apurador de fatos e bastidores, Moreno construiu uma das carreiras mais brilhantes e respeitadas nas redações do país", disse.

O peemedebista prestou solidariedade aos familiares e amigos de um "excelente profissional que nos deixa de maneira tão repentina".

O presidente avalia comparecer ao velório do colunista, marcado a partir das 12h30 no cemitério São João Batista, no Rio.

Colunas

Contraponto