19h : 59min

Conheça o
Caderno + DL

Ler

Assine o Jornal por R$8
por mês no plano atual

AssineLer Jornal

Furnas investirá R$ 1,9 bi em sistemas de transmissão de energia até 2019

Deste total, o valor de cerca de R$ 1,1 bilhão será destinado ao reforço na transmissão no Sistema São Paulo–Minas Gerais–Paraná

Comentar
Compartilhar
12 OUT 2016Por Agência Brasil17h00

A empresa Furnas, subsidiária da Eletrobras, deverá investir R$ 1,96 bilhão em quatro anos na implementação de melhorias e reforço em equipamentos de transmissão de energia elétrica em todo o país. A nova fase do Plano Geral de Empreendimentos de Transmissão em Instalações em Operação (PGET), que teve início em 2011, tem como objetivo ampliar a confiabilidade e manter a qualidade tecnológica no suprimento de energia.

Deste total, o valor de cerca de R$ 1,1 bilhão será destinado ao reforço na transmissão no Sistema São Paulo–Minas Gerais–Paraná, considerado a espinha dorsal da transmissão no país. Em São Paulo, serão realizadas 31 obras, com destaque para as subestações de Campinas e Cachoeira Paulista, que receberão investimentos de cerca de R$ 90 milhões com a instalação de novos transformadores e outros equipamentos.

No Paraná, as subestações de Foz do Iguaçu, Itaberá, Ivaiporã, Tijuco Preto e Ibiúna, que compõem o sistema de transmissão da Usina de Itaipu, receberão no período 923 equipamentos, entre transformadores, disjuntores e para-raios. Já em Minas Gerais, estão previstas 35 obras para substituição de equipamentos em subestações como Barreiro, Ouro Preto, Poços de Caldas e Furnas.

Outras regiões

Furnas também investirá cerca de R$ 563 milhões nos próximos quatro anos para reforçar e modernizar o sistema de transmissão no Rio de Janeiro e Espírito Santo. No Rio, o plano prevê a substituição de transformadores e outros equipamentos nas subestações São José e Grajaú. No Espírito Santo, as subestações de Vitória e Viana receberão transformadores, reatores e para-raios.

Para o sistema de transmissão do Distrito Federal e Goiás, serão investidos R$ 208 milhões nos próximos quatro anos para garantir a confiabilidade e manter a qualidade tecnológica no suprimento à região. No Distrito Federal, serão realizadas 27 obras, incluindo dez empreendimentos na Subestação de Brasília Sul. Em Goiás, dez subestações passarão por 27 obras de reforços e melhorias.

Até julho de 2016, 146 projetos de ampliação e modernizações foram executados pelo PGET, com instalação de cerca de 2.450 equipamentos, parte em substituição de equipamentos obsoletos ou com vida útil vencida e parte em equipamentos novos, num investimento de quase R$ 2 bilhões.

Colunas

Contraponto

Construtora CredLar