06h : 11min

Conheça o
Caderno + DL

Ler

Assine o Jornal por R$8
por mês no plano atual

AssineLer Jornal

Ciro Gomes diz que Lula se queimou e chama Temer de golpista

O ex-minstro questionou também o candidato a prefeito do Rio e principal liderança do PSOL, Marcelo Freixo, pelo que chamou de "estreiteza moralista"

Comentar
Compartilhar
10 OUT 2016Por Folhapress04h30
Ciro Gomes, possível candidato a presidente em 2018 pelo PDT, afirmou que o PT não está mortoFoto: Divulgação

O ex-ministro Ciro Gomes, possível candidato a presidente em 2018 pelo PDT, afirmou que o PT não está morto, mas "quem está em final de ciclo é o Lula". Disse que o ex-presidente "brincou de Deus e se queimou".

Foi após pergunta que citava a possibilidade de Ciro ser apoiado pelo PT em 2018, segundo lideranças do partido, que apontaram porém problemas como sua troca constante de legenda -sete, até o momento- e o risco de não ter o apoio do próprio PDT.

Durante entrevista pública no Festival Piauí GloboNews de Jornalismo, ele comentou ainda, sobre o presidente do PDT, Carlos Luppi, que "é um amigo".

Além de Lula, Ciro criticou outros eventuais presidenciáveis como o senador Aécio Neves, o governador Geraldo Alckmin, o ministro José Serra e a ex-ministra Marina Silva.

Chamou o presidente Michel Temer de "golpista salafrário" e voltou a criticar Lula, porque "botou um canalha de vice da Dilma, um picareta", referências a Temer.

Questionou também o candidato a prefeito do Rio e principal liderança do PSOL, Marcelo Freixo, pelo que chamou de "estreiteza moralista".

Por fim, chamou o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso de, entre outras qualificações, "um traidor do Brasil".

Colunas

Contraponto

Construtora CredLar