01h : 00min

Conheça o
Caderno + DL

Ler

Assine o Jornal por R$8
por mês no plano atual

AssineLer Jornal

Alckmin autoriza licitação do último trecho de obras da Raposo Tavares

Segunda etapa da licitação beneficiará mais de 227 mil habitantes; Governo do Estado prevê investimentos superiores a R$ 600 milhões

Comentar
Compartilhar
14 SET 2017Por Da Reportagem04h30
Alckmin autoriza licitação do último trecho de obras da Raposo TavaresFoto: Gilberto Marques/A2img

Uma das maiores obras rodoviárias do país vence mais uma etapa nesta quarta-feira, 13. O governador Geraldo Alckmin assinou, no Palácio dos Bandeirantes, autorização para publicação do edital de licitação que possibilita contratar o último trecho de modernização da Rodovia Raposo Tavares (SP-270), entre Itapetininga e Itaí, beneficiando diretamente uma população superior a 227 mil habitantes. O secretário estadual de Logística e Transportes, Laurence Casagrande Lourenço, e o superintendente do Departamento de Estradas de Rodagem (DER), Ricardo Volpi, também participaram do evento.

“Esta será a terceira maior obra viária de São Paulo, atrás apenas do Rodoanel e da duplicação da Rodovia dos Tamoios”, disse o governador Geraldo Alckmin. “A Raposo Tavares é estratégica por fazer a ligação entre a região metropolitana de São Paulo ao oeste paulista e ao Estado do Paraná. Estrada boa fortalece o agronegócio, traz a indústria, comércio e serviços, gera empregos e, o que é mais importante, é uma vacina contra acidentes”, concluiu.

A partir da assinatura do governador, o DER já disponibilizará o edital nesta quinta-feira, 14, obedecendo às regras da modalidade Licitação Pública Internacional (LPI). Além de jornais de grande circulação e o Diário Oficial do Estado, o site da United Nations Development Business, de Washington, também fará a publicação do edital. A abertura dos envelopes contendo as propostas e os preços está agendada para o dia 31/10.

O Governo do Estado investirá recursos da ordem de R$ 627 milhões. O montante é financiado pelo Banco Mundial, por meio do Bird (Banco Internacional para Reconstrução e Desenvolvimento), e pelo Banco Santander S/A, com garantia da Miga (Agência Multilateral de Garantia de Investimentos).

Intervenções

Neste último trecho, as obras foram divididas em quatro lotes, do 5 ao 8, e vão do km 169 ao km 295,4, beneficiando diretamente Itapetininga, Angatuba, Campina do Monte Alegre, Paranapanema e Itaí, municípios com população somada de 227.749 habitantes. Nestes 126,4 quilômetros de extensão, serão realizados serviços para a duplicação de 26,6 quilômetros de pistas. Os serviços incluem também:

- recuperação de 100,6 quilômetros de pistas simples;

- implantação de terceiras faixas em 54,8 quilômetros do lado direito e em 62,4 quilômetros do lado esquerdo;

- implantação de acostamentos em 34,6 quilômetros do lado direito e em 40 quilômetros do lado esquerdo;

- implantação de um viaduto;

- implantação de 17 dispositivos em nível (rotatórias);

- implantação de 3 passarelas para pedestres no km 187,70, km 200,38 e km 244,21;

- melhorias em 11 dispositivos já existentes (5 rotatórias e 6 viadutos);

- melhorias no sistema de drenagem;

- revitalização completa da sinalização.

Rodovia Raposo Tavares (SP-270)

Lote 5

Trecho: km 169 ao km 196,6

Extensão: 27,6 km

Investimento orçado: R$ 151,63 milhões

Lote 6

Trecho: km 196,6 ao km 219

Extensão: 22,4 km

Investimento orçado: R$ 156,17 milhões

Lote 7

Trecho: km 219 ao km 248,1

Extensão: 29,1 km

Investimento orçado: R$ 139,38 milhões

Lote 8

Trecho: km 248,1 ao km 295,4

Extensão: 47,3 km

Investimento orçado: R$ 180,5 milhões

Total

Extensão: 126,4 km

Investimento orçado: R$ 627,7 milhões

A expectativa é que as intervenções sejam iniciadas já em fevereiro de 2018, gerando 470 postos de empregos diretos e 1.410 indiretos. Além de gerar mais conforto e segurança aos cerca de 7 mil usuários que utilizam a SP-270 diariamente, a economia regional também será alavancada com melhores condições para o escoamento da produção agrícola, predominante na região, seguida pela produção industrial e pelo cultivo de florestas, que gera intenso transporte de madeira.

Obras em andamento

Desde 1º de agosto, a licitação para contratação dos primeiros quatro lotes da rodovia, do km 295,4 ao km 373, no traçado que inclui Piraju, Bernardino de Campos, Ipaussu, Chavantes, Canitar e Ourinhos, já está em andamento. O valor orçado dos lotes 1 a 4 é de R$ 302,8 milhões. A abertura das propostas foi agendada para o dia 29 de setembro. Juntos, os dois editais, com oito lotes de obras, totalizam R$ 930,5 milhões obtidos por financiamento internacional, com investimento integral do Governo do Estado.

Colunas

Contraponto