08h : 43min

Conheça o
Caderno + DL

Ler

Assine o Jornal por R$8
por mês no plano atual

AssineLer Jornal

Caio Matheus aposta no desenvolvimento de Bertioga

Eleito com 63,41% dos votos, engenheiro promete atualização no plano diretor do município

Comentar
Compartilhar
17 OUT 2016Por Rafaella Martinez10h48
Melhorias na saúde, educação e geração de empregos são as prioridades para prefeito eleito de BertiogaFoto: Rodrigo Montaldi/DL

Aliar crescimento econômico com meio ambiente em uma cidade com grandes áreas de preservação permanente. Esse é o principal desafio do engenheiro Caio Matheus (PSDB), eleito no pleito de 2016 com 18.584 votos (63,41%) em Bertioga. Nas últimas eleições municipais, em 2012, Caio Matheus havia ficado na 2ª posição, com 42,21% (9.345 votos). Em 2008, na época no DEM, foi eleito vereador, exercendo seu mandato entre 2009 e 2012.

Em visita ao Diário do Litoral, Caio Matheus afirmou que irá adequar e revisar o Plano Diretor da cidade. “Precisamos atualizar para a realidade de 2017, pois a realidade escrita ali é de quase 20 anos atrás e muita coisa mudou. Também vamos fortalecer a economia e o comércio através do zoneamento, direcionando o crescimento da cidade e diversificando o leque de atividades econômicas, comerciais e empresariais. Muita coisa que poderia ser feita não pode por conta do atual plano, que é obsoleto”.

O prefeito eleito afirma ainda que irá valorizar o potencial turístico da cidade. “É preciso sensibilidade de reconhecer e valorizar os potenciais que a cidade possui. Temos identidades com o meio ambiente e com o turismo. Precisamos fortalecer a economia e falar de geração de empregos e comércio em geral. Tudo isso está atrelado à questão do turismo em todas as suas vertentes: náutico, pesca, ecológico, esportivo e histórico”, afirma.

Matheus também aponta a vontade de melhorar o diálogo com a Companhia Ambiental do Estado de São Paulo (CETESB) e com a Secretaria de Meio Ambiente do Estado, por meio de uma análise preliminar dos projetos existentes e que aguardam liberação.

Crescimento

O prefeito eleito ressalta também a necessidade de dar mais celeridade à tramitação de processos de construção da cidade. “Ainda temos 3 ou 4% para expandir na malha urbana, de maneira consciente. Existem maneiras de crescer em questão social, econômica e urbana na cidade de mãos dadas com a preservação ambiental. Existem regras que devem ser seguidas e precisamos saber dosar.

Saúde

"Vivemos um momento conturbado na saúde, uma vez que com a aproximação da virada do ano a população de Bertioga passa de 60 mil habitantes para mais de 400 mil. Se hoje o serviço de saúde já está falho, a questão tende a piorar na alta temporada. A Organização Social que faz a gestão da UPA, do Hospital e do SAMU está sob intervenção da Prefeitura por falta de controle da O.S. e a situação aguarda resolução até hoje”, destaca Caio Matheus.

Ele afirma que os planos para a pasta em curto prazo é melhorar a estrutura dos serviços de saúde, levando as Unidades Básicas de Saúde (UBS) para os bairros mais populosos e menos favorecidos e implantando o programa Estratégia de Saúde da Família.

Educação

O prefeito eleito afirma que uma das prioridades da gestão será melhorar a oferta e a qualidade na educação de Bertioga, valorizando o docente e criando melhores condições de trabalho. Ele afirma que atualmente o grande empecilho da cidade é que o básico não acontece.

“Bertioga tem um orçamento anual de aproximadamente R$ 80 milhões na área de educação para 8 mil alunos. Isso é a mesma coisa que dizer que temos em média R$ 10 mil para investir em cada aluno por ano. O resultado não atende as expectativas principalmente de quem faz essa comparação financeira. A proposta para o primeiro ano é colocar a casa em ordem com medidas simples: garantir a pontualidade na entrega do uniforme e fazer adequações em pontos simples, como ventiladores e persianas, além do material básico”, afirma.

Parcerias

Caio Matheus se considera um entusiasta de Parcerias Público-Privadas (PPP). “Essas parcerias servirão não só para a gente diminuir o deficit de falta de vagas na creche, mas também fazer convênios com entidades do terceiro setor para atender a demanda”, afirma.

Administração pública

O prefeito afirma que o principal objetivo da administração será estimular o comércio, aquecendo a economia local.

“Precisamos criar um círculo virtuoso e fazer com que as pessoas recebam e comprem produtos na cidade. Vemos com bons olhos a instalação de uma incubadora de empresas em Bertioga, bem como o fortalecimento de micro e pequeno empreendedor através de consultorias. A Prefeitura deve dar o exemplo em fortalecer a economia e o comércio da cidade acreditando na mão de obra local e contratando pessoas de Bertioga, seja para os cargos comissionados ou através das empresas terceirizadas”.

Cultura

Bertioga foi a segunda cidade a aprovar o Plano Municipal de Cultura (PMC). O prefeito eleito garante que fará valer as diretrizes estabelecidas no documento, além de aumentar o diálogo com os artistas locais.

“Queremos promover a democratização da cultura na cidade, por meio da descentralização a oferta de serviços e de espaços de convívio. Em médio prazo, precisamos dividir a cidade em três polos (Norte, Sul e Sudeste) e ofertar em cada um desses polos mais cultura, através de parcerias com ONGs e Oscip”, finaliza.

Colunas

Contraponto

Construtora CredLar